PPGARC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS DIREÇÃO DO CCHLA Telefone/Ramal: (84) 99193-6340 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgarc

Banca de DEFESA: ALAN CARLOS MONTEIRO JÚNIOR

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: ALAN CARLOS MONTEIRO JÚNIOR

DATA: 22/06/2011

HORA: 15:00

LOCAL: Sala 19 - Departamento de Artes da UFRN - DEART/UFRN

TÍTULO:

... O entre do carvão ao corpo-em-arte de Ator-Brincante


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-Chave: Corpo-em-arte, Cavalo Marinho, Ator, Brincante, mimeses corpórea.

Key-Words: Body-in-art, Cavalo Marinho, Actor, Brincante, corporal mimeses.


PÁGINAS: 195

GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes

ÁREA: Artes

RESUMO:

RESUMO: Proponho nesta dissertação refletir sobre as experiências contidas na criação dos corpos-em-arte (FERRACINI, 2006a, b) que originaram o espetáculo rosmaninhos.... Este processo foi desenvolvido junto ao coletivo UZUME teatro de João Pessoa – PB, por meio de recriações e resignificações das corporeidades e fisicidades contidas nos passos, loas, aboios, cantos e evoluções observados nos modos como Mestre Zequinha brinca em seu grupo de Cavalo Marinho residente na cidade de Bayeux – PB, e a partir da apropriação do texto Hamlet de William Shakespeare. O corpo-em-arte é entendido neste trabalho como um corpo vetorial que dilata sua funcionalidade cotidiana, reconhecendo uma zona potencial de aprendizado capaz de gerar linhas de fuga criativas que desestabilizem o “sujeito centrado em uma individualidade e identidade” (FOUCAULT apud FERRACINI, 2006b, p.14), abrindo-o a diferenciação de si mesmo, indicando a possibilidade de existência de um si-outro e do espaço de troca-em-arte. Este processo de construção do corpo-em-arte a partir das formas de Mestre Zequinha brincar o Cavalo Marinho, foi orientado metodologicamente pela apropriação do coletivo UZUME teatro das etapas de Observação, Codificação e Teatralização contidas na técnica de mimeses corpórea proposta pelo LUME Teatro (Campinas – SP). Esse uso resultou em duas fases: Observação Ativa e Composição do corpo-em-arte. Através da repetição destas matrizes estéticas do Cavalo Marinho, os atores descobriram ações que codificadas e organizadas configuram seus corpos-em-arte, os quais, por sua vez, deram origem a um espaço de troca-em-arte vetorial ao encontrado no folguedo do Cavalo Marinho. Esta procura propôs os meios de potencializar o trabalho dos atores no que diz respeito a uma preparação que permitisse dilatar a presença cênica e estimulasse a produção de ações, as quais culminaram na montagem do espetáculo rosmaninhos...


 

ABSTRACT: I propose with this paper a reflection on the experiences contained in the creation of the body-in-art (FERRACINI, 2006a, b) that originated the show rosmaninhos... This process was developed within the coletivo UZUME teatro from João Pessoa – PB, through recreations and  resignifications of the corporeity and physicality contained in the steps, loas, aboios, songs and evolutions observed in the manners that Master Zequinha plays in his group of Cavalo Marinho (Sea Horse), resident in the city of Bayeux - PB, and starting from the appropriation of the text Hamlet of William Shakespeare. The body-in-art is understood in this work as a vectorial body that dilates its daily functionality, recognizing a potential learning area capable to generate creative escape lines that destabilize the "subject centered in an individuality and identity" (FOUCAULT apud FERRACINI, 2006b, p.14), being open to the differentiation of itself, indicating the possible existence of an itself-other  and of the exchange-in-art space. This process of construction of the body-in-art based on Master Zequinha’s ways of playing the Cavalo Marinho was methodically guided by the appropriation of the coletivo UZUME teatro of the stages of Observation, Codification and Theatricalization contained in the technique of corporal mimeses proposed by the LUME Teatro (Campinas - SP). That use resulted in two phases: Active Observation and Composition of the body-in-art. Through the repetition of these aesthetic matrixes of the Cavalo Marinho, the actors discovered actions that when codified and organized can configure their body-in-art, which created a vectorial exchange-in-art space to what was found in the Cavalo Marinho folguedo (party). This search proposed the means of potentiating the actors' work when it comes to a preparation that allowed to dilate the scenic presence and stimulated the production of actions, which culminated in the mounting of the show rosmaninhos... 

 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ERICO JOSÉ SOUZA DE OLIVEIRA - UFBA
Interno - 1754863 - ROBSON CARLOS HADERCHPEK
Presidente - 2200162 - TEODORA DE ARAUJO ALVES
Notícia cadastrada em: 26/05/2011 11:08
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa17-producao.info.ufrn.br.sigaa17-producao