PPGARC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS DIREÇÃO DO CCHLA Telefone/Ramal: (84) 99193-6340 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgarc

Banca de DEFESA: EDUARDO VALENCIA ARMIENTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EDUARDO VALENCIA ARMIENTA
DATA : 30/05/2022
HORA: 14:00
LOCAL: sala remota
TÍTULO:

MEMÓRIA COLETIVA E IMAGENS ANCESTRAIS: UM PARALELO ENTRE AS ARTES CÊNICAS E AS EXPERIÊNCIAS RITUAIS


PALAVRAS-CHAVES:

Arquétipo; Ritual; Teatro; Ancestralidade, Decolonialidade, Coletividade.


PÁGINAS: 106
RESUMO:

No presente estudo do teatro ritual, entende-se que o teatro desde seus primórdios possuía elementos rituais (místicos) que sempre se distinguiam pela característica de fazer sonhar outras realidades ou trazer outras percepções aos seus participantes. As experiências que aproximam o artista de estados alterados de consciência o acompanham desde o início das representações artísticas. Os elementos em cena, a preparação do ator, a arquitetura de novos espaços, alguns temas, melodias e símbolos, todos esses elementos incríveis geram um espaço simbólico, um lugar para sonhar e uma atmosfera que traz a essência sagrada que pertence ao ritual. As experiências que levam o artista a estados alterados de consciência são “uma nova busca do sagrado” do religioso. O ritual e o teatro mantêm a coletividade e as imagens e forças simbólicas que preservam as chaves para abrir a porta do ancestral, do espiritual e das forças criativas arquetípicas. É no teatro ritual, onde o próprio ritual encontra outro lugar de ação. Os arquétipos são estudados no teatro e no ritual, comparando as experiências pessoais do pesquisador nos rituais Wixarrikas e no Arkhétypos Grupo de Teatro. Deste modo busca-se descobrir o que acontece no ator após excitar seus sentidos e ser exposto aos elementos rituais dessa cultura, esperando que eles nos revelem a natureza poiética das formas geométricas harmônicas escondidas em cada átomo, pensamento, sentimento ou ação. Como um espiral que em diferentes dimensões sempre segue seu caminho, seu contorno harmônico é a base da geometria e da matemática da natureza. Assim, por exemplo, a espiral é um arquétipo universal presente em todas as expressões da vida, nela oculto e nascido com a vida onde todo o universo dança. Tudo se forma em espaços simbólicos, universos invisíveis (mundus imaginalis) que se manifestam no ato ritualístico. Por fim, o coletivo que se gera no teatro-ritual por meio de emoções humanas instintivas ou espirituais faz com que este seja percebido por alguns autores como um lugar e uma forma de se levar às profundezas o conhecimento do ser, incluindo neste processo a cura, a decolonialidade do imaginário, o câmbio, a coesão e a transformação social.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 1755707 - KARYNE DIAS COUTINHO
Presidente - 1754863 - ROBSON CARLOS HADERCHPEK
Externa à Instituição - VERÔNICA FABRINI MACHADO DE ALMEIDA - UNICAMP
Notícia cadastrada em: 06/05/2022 11:25
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa19-producao.info.ufrn.br.sigaa19-producao