PPGARC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS DIREÇÃO DO CCHLA Telefone/Ramal: (84) 99193-6340 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgarc

Chamada para dossiê Nomadismos submissão até 15 junho 2022

Prezados(as)(es)

Pedimos ampla divulgação, entre nossos pares e comunidade acadêmica.

É com grande satisfação que a Revista Apotheke divulga a chamada para publicação de trabalhos do próximo Dossiê Temático: NOMADISMOS, organizado por: Profa. Dra. Angélica D’Avila Tasquetto (NDI/UFSC) e Profa. Dra. Aline Nunes da Rosa (UFRGS). 

As Submissões deverão ser feitas diretamente em nossa plataforma até dia 15 de junho de 2022, através do link abaixo.

https://www.revistas.udesc.br/index.php/apotheke/about/submissions

NOMADISMOS

“O traçado nômade, ainda que siga pistas ou itinerários rituais, não tem a função do percurso sedentário que consiste em distribuir aos homens um espaço fechado, atribuindo a cada um a própria parte e, a partir daí, regulando a comunicação entre as partes. O traçado nômade faz exatamente o contrário, distribui os homens (ou animais) num espaço aberto, indefinido, não comunicante.” (Deleuze e Guattari).

 

“Que sentido tem falar em nomadismos nos dias que correm?”, podemos nos perguntar. Quiçá essa seja uma questão mais urgente do que nunca.  Primeiramente, porque nosso entendimento sobre nomadismos talvez esteja vinculado à ideia de mover, de sair, de deslocar(se) fisicamente, atravessar territórios.

E, se para além disso, tomássemos a noção de nomadismo enquanto possibilidade de deslocamento de ideias, de conceitos, de pensamentos e de habitar, mesmo que temporariamente, um novo território ou uma nova paisagem?

Ambas as possibilidades dizem sobre nossos anseios e desejos na atualidade: Sair geograficamente e, sobretudo, sermos capazes de sair de nossas ideias, em busca de encontrarmos outras respostas para o que nos chega. Atravessar e romper clausuras.

Entre Porto Alegre e Florianópolis desenhamos nossos trajetos na docência em artes, embrenhando-nos pelos caminhos da criação e experimentação poética, nos perdendo pelos rumos da literatura, do cinema, da filosofia, da antropologia, entre tantos outros que nos servem de moradas sabidamente moventes e provisórias.

Assim, lançamos também esta proposta de Dossiê, como forma de conhecer outros processos, outros rumos tomados por aqueles que se dedicam ao campo das artes visuais. Então este dossiê temático é impulsionado pelo objetivo de propor relações possíveis acerca da prática do nomadismo enquanto atitude epistemológica, com movimentos e traçados em diferentes áreas do conhecimento.  Contudo, a ideia não parte da premissa de versarmos sobre o nomadismo, mas sim de partir dele enquanto atitude estética para a vida. Uma atitude estética que se envolve com as forças de experimentação de mundo.

Por isso apostamos na criação de um espaço dedicado a nomadismos e traçados cartográficos enquanto possibilidades de atravessarmos e desenharmos com nossos corpos e pensamentos outras docências, outras experimentações em/com arte e educação no tempo presente.

Organizadoras do Dossiê

Aline Nunes (UFRGS)

Angélica D’Avila Tasquetto (NDI/UFSC)

 

Coordenação editorial

Profa. Dra. Jociele Lampert (editora chefe)

Prof. Dr. Fábio Wosniak (editor associado)

 

Em anexo folder da chamada.

Agradecemos e aguardamos sua contribuição.

Abraços cordiais.

 

Equipe Editorial da Revista Apotheke.

Notícia cadastrada em: 15/04/2022 09:51
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao