PPGARC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS DIREÇÃO DO CCHLA Telefone/Ramal: (84) 99193-6340 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgarc

Banca de DEFESA: OCENI DA SILVA MARTINS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : OCENI DA SILVA MARTINS
DATA : 16/05/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Departamento de Artes, Sala 38D
TÍTULO:

OS GRUPOS TEATRAIS DA UFRN E SUAS RESISTÊNCIAS


PALAVRAS-CHAVES:

Mapeamento. Inventário. Grupos Teatrais. Projetos de Extensão.


PÁGINAS: 90
RESUMO:

Esta pesquisa mapeia os grupos teatrais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) campus central de Natal-RN, na tentativa de compreender estéticas, suas organizações e formas de trabalho; além da necessidade de refletir a existência dos mesmos na perspectiva da resistência. A intenção desse mapeamento é, certa maneira, inventariar os grupos teatrais em atividade, bem como aqueles que estão inativos ou que não mais existam, numa perspectiva de entender como essa formação de grupo contribuiu para a organização teatral na UFRN, em especial aqueles criados no interior do Departamento de Artes dessa Universidade. Além do inventário, faz-se necessário o diálogo com integrantes desses grupos para entender essas formações e como se desenvolvem dentro dos seus processos de criação na experiência do trabalho em grupo. Os grupos mapeados foram grupos teatrais: Arketypos, Grupo Cores, Eureka, Grupo Popular de Teatro (GPT), Grupo Pele de Fulô, Cruor Arte Contemporânea que estão em atividade. Outros grupos formados por alunos ou ex-alunos do curso de graduação em Teatro sucumbiram depois da saída de tais alunos do referido curso. Cita-se a Cia teatral Gabotun. Partindo dos objetivos propostos, questionamos: Como se deu/dá a formação de grupo teatral na UFRN, difundindo-se dessa forma dentro da cidade? A partir de que esses grupos buscam criar, numa esfera política e estética para a sua sobrevivência enquanto grupo? e como se dá os processos de criação? Para uma compreensão metodológica, essa dissertação assenta-se na Pesquisa Qualitativa Descritiva tendo como vieses de pesquisa a Análise de Conteúdo e o Estudo de Caso Interpretativo. A investigação se configura na observação da análise e registro dos fenômenos que envolvem os grupos teatrais, ressaltando a importância de um olhar externo como pesquisadora sem a introdução de conteúdos pré-estabelecidos. Através dessas constantes análises de observação é necessário perceber como, quando e por que os fenômenos presentes na pesquisa em questão ocorrem/ocorreram.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1958705 - MARCILIO DE SOUZA VIEIRA
Interna - 2319863 - ANA CALDAS LEWINSOHN
Externa à Instituição - MARINEIDE FURTADO CAMPOS
Notícia cadastrada em: 15/04/2019 18:44
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao