PPGARC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS DIREÇÃO DO CCHLA Telefone/Ramal: (84) 99193-6340 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgarc

Banca de DEFESA: GABRIELA GORGES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GABRIELA GORGES
DATA : 28/02/2018
HORA: 10:00
LOCAL: Sala 38D - Departamento de Artes
TÍTULO:

Parla: diálogos corporais movidos por sensações fluentes em improvisação


PALAVRAS-CHAVES:

Sentir; Fluidez; Criação em Dança; Conversa Corporal; Parla.


PÁGINAS: 148
RESUMO:

A presente pesquisa tem por objetivo investigar, perceptiva e sensivelmente, as sensações, sentimentos e emoções (DAMÁSIO, 2011; LABAN, 1978; LEAL, 2012) como meios potentes para a criação em dança considerando o processo histórico, cultural e pessoal do indivíduo. Para tanto, a pesquisa, de cunho participante, (BORGES; BRANDÃO, 2007) conta com investigações laboratoriais realizadas em grupo com a participação de cinco artistas denominadas conversantes, buscando diálogos corporais fundados na sensibilidade que, por sua vez, desencadeiam construções dramatúrgicas envolvidas por memórias, afetos e percepções. Dentre conversas, o trabalho artístico Parla compartilha suas experiências laboratoriais ao público. A escrita-diário (OLIVEIRA, 2015) aparece como registro de experiências conectadas ao íntimo, pessoal, afetivo, que se apresenta, informalmente, intrinsecamente, ligado à uma escrita que possa ser mais próxima da dança. Sendo o laboratório propulsor da pesquisa, tomamos como referência o afeto de Antonin Artaud (CAETANO, 2012; QUILICI, 2002, 2012) com seu poder transformador em meio aos relacionamentos e o acaso (OSTROWER, 2013; SALLES, 2008) como possibilidade criativa capaz de despertar o inédito. A prática meditativa como foco e concentração; a improvisação em dança considerada como técnicas a partir dos conceitos de Mara Guerrero (2008) e Patrícia Leal (2012a), proporcionando liberdade à exploração de movimentos, encontrando características significativas como a fluidez apoiada nos estudos de fluência de Rudolf Laban (1978) por Ciane Fernandes (2001, 2006, 2007), Lenira Rengel (2001) e Patrícia Leal (2012a) associada à liquidez dos fluidos de Zygmunt Bauman (2001). Pesquisar a importância de uma dança que parte de si sem negar ou separar o próprio sentir contribui para a construção de uma arte que expressa o humano, investigando a desestruturação de paradigmas cristalizados de pensar a dança existentes mesmo nos dias de hoje.

 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1164369 - LARISSA KELLY DE OLIVEIRA MARQUES
Presidente - 1754349 - PATRICIA GARCIA LEAL
Externo à Instituição - ROSA CRISTINA PRIMO GADELHA - UFC
Notícia cadastrada em: 28/02/2018 09:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao