PPGARC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS DIREÇÃO DO CCHLA Telefone/Ramal: (84) 99193-6340 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgarc

Banca de DEFESA: CHRYSTINE PEREIRA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CHRYSTINE PEREIRA DA SILVA
DATA: 10/03/2014
HORA: 15:00
LOCAL: Sala 19 - Departamento de Artes da UFRN
TÍTULO:

Para Transvalorar a Dança Contemporânea: Potências de Dança No (Do) Corpo-Artista


PALAVRAS-CHAVES:

Dança Contemporânea, Potências de Dança, Corpo Artista, Espaço do Entre.

Key-Words: Contemporary Dance, Dance Power, Artist Body, The Between Space.


PÁGINAS: 106
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Artes
SUBÁREA: Dança
RESUMO:

Tanto no contexto acadêmico quanto no artístico e mercadológico, é crescente a discussão sobre o espaço de conceituação da dança contemporânea e suas fissuras, que deixam de abarcar esta ou aquela manifestação artística ou mesmo acaba por abarcar aquelas manifestações que não se encaixam em outros espaços de conceituação. No presente trabalho objetivamos a investigar, a Dança na Contemporaneidade, para além do que se entende por dança contemporânea, em sua capacidade de atravessar os espaços de conceituação já estabelecidos, para implicar em uma pluralidade de fazeres. Objetivamos também pensar a potência que a Dança imprime no corpo do artista criador, pensando também como este se comporta no espaço de “entre linguagens”. A dissertação que aqui se apresenta encontrou enquanto estratégia metodológica o recurso da metáfora, partindo das ideias de travessia, cartografia e cidades invisíveis para a construção do pensamento sobre o corpo do artista e suas relações com as diferentes linguagens artísticas, tomando por base uma retomada das experiências estéticas e artísticas de sua proponente. Dialogando experiências práticas e referenciais teóricos, inicialmente tratamos da dança contemporânea em seus problemas de classificação que apontam para a necessidade de um pensamento contemporâneo em dança, que pense as manifestações artísticas em seus pontos convergentes, e não nos divergentes que as situam sob diversas nomenclaturas. No capítulo seguinte discutimos a possibilidade de contaminação entre as linguagens artísticas a partir do próprio corpo-artista. Discorremos também sobre a dança enquanto agenciamento e resposta aos impulsos resultantes da relação com o espaço e outros corpos, pensando como o corpo do vivente se organiza nesta relação de compartilhamento de experiências. Mostrando uma potência do corpo artista criador que se dedica à transvaloração das fronteiras entre as linguagens para a organização do seu fazer. Por fim, apontamos para a diversidade na metodologia de processos de criação que variam de acordo com as possibilidades técnicas e necessidades estéticas de cada artista criador.

Abstract: The discussion about the conceptualization of Contemporary Dance is a growing field in our time and its fissures in the academic, artistic and market context, fail to embrace this or that artistic expression or, even eventually, encompass those events that do not fit in other spaces conceptualization. In this study we aimed to investigate the Contemporary Dance, in addition to what is meant by Contemporary Dance, in its ability to cross the spaces of concepts already established, to imply a plurality of doings. We aim also to think the power that the Dance prints in the body of the artist creator, also thinking about how it behaves in the space “between-languages”. The dissertation presented has found as its methodological strategy the concept of metaphor, based in ideas like crossing, cartography and invisible cities to build the thought about the artist's body and its relations with the different artistic languages, based on a resumption of aesthetic and artistic experiences of this dissertation author. Putting in dialog practical and theoretical experiences, we initially treat Contemporary Dance in its classification problems that point to the need of contemporary thought in dance, which think artistic expressions in its points of convergence, and not of divergence, which place them under various nomenclatures. In the next chapter we discuss the possibility of contamination between artistic languages from the own body-artist. We also talk about dance as agency and impulse resulting from the relations between space and other bodies, thinking how the living body organizes himself in this relation of sharing of experiences. Pointing to a power of the creative artists’ body dedicated to the transvaluation of the boundaries between languages for the organization of his doing. Finally, we discuss the diversity of creation methodologies processes that vary according to the technical and aesthetic needs of the artist creator.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1038320 - KARENINE DE OLIVEIRA PORPINO
Externo à Instituição - LEDA MARIA MUHANA MARTINEZ IANNITELLI - UFBA
Interno - 1754349 - PATRICIA GARCIA LEAL
Notícia cadastrada em: 11/02/2014 18:25
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao