Banca de DEFESA: FRANCISCO TIAGO OLIVEIRA IBIAPINA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FRANCISCO TIAGO OLIVEIRA IBIAPINA
DATA : 10/08/2022
HORA: 15:00
LOCAL: VIDEOCONFERÊNCIA
TÍTULO:

RELAÇÃO ENTRE APOIO SOCIAL E QUALIDADE DE VIDA EM GESTANTES DE RISCO HABITUAL


PALAVRAS-CHAVES:

Apoio social, qualidade de vida, período gestacional, gestante; Social


PÁGINAS: 78
RESUMO:

Introdução:   Qualidade de vida (QV) em gestantes tem sido investigada ao longo dos anos. O apoio familiar, financeiro, atividades recreativas, acompanhamento psicológico, acompanhamento do pré-natal são questões relevantes para que a gestante possa sentir-se acolhida e inserida no âmbito biopsicossocial, minimizando complicações durante a gestação, o parto e pós-parto. Objetivo: Verificar a relação entre qualidade de vida e o apoio social em gestantes de risco habitual. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal observacional. A amostra inicial constou de 201 gestantes, que estavam entre o primeiro e terceiro trimestre gestacional. Após observação dos critérios de exclusão, restaram 102 gestantes que compuseram a amostra final. Foram utilizados uma ficha de avaliação inicial, o Questionário de apoio social The Medical Outcomes Study for Social Support Survey, e Questionário de qualidade de vida de Ferrans e Powers. Para análise estatística, os testes de Kolmogorov-Smirnov foram utilizados para realizar a distribuição das variáveis quantitativas. A correlação entre apoio social e qualidade de vida foi feita pelo teste de Spearman, apresentando p valor menor que 0,05. Resultados: A amostra apresentou média de idade cronológica e gestacional de 31.06 (±3.65) anos e 23,84 (±5.62) semanas, respectivamente. Os dados obtidos demonstraram uma percepção de QV relativamente alta, com um escore total de 22.64 (±3.23).  Os domínios com maiores valores foram: família e psicológico/espiritual, com pontuação total de 25.42± 3,47 e 23,76 ± 3,83 respectivamente. A pontuação obtida para apoio social apresentou um média do escore total de 77,62, sugerindo uma boa percepção de apoio social por parte das participantes. A correlação entre apoio social e qualidade de vida apresentou valor de 0,318, com p valor menor que 0,001. Conclusão: Os dados observados sugerem que há relação entre apoio social e qualidade de vida no grupo de gestantes, porém mais estudos necessitam ser realizados para confirmarem ou refutarem os resultados deste estudo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2212151 - ELIZABEL DE SOUZA RAMALHO VIANA
Externa ao Programa - 3204109 - LAIANE SANTOS EUFRASIO - UFRNExterna à Instituição - DIONIS DE CASTRO DUTRA MACHADO - UFPI
Notícia cadastrada em: 08/08/2022 19:48
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao