Banca de QUALIFICAÇÃO: TATIANA MOURA VASCONCELOS HOLANDA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : TATIANA MOURA VASCONCELOS HOLANDA
DATA : 30/11/2022
HORA: 09:00
LOCAL: Link de acesso para videoconferência: https://meet.google.com/hgs-isat-tby
TÍTULO:
CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA, CITOTOXICIDADE E POTENCIAL BIOATIVO DAS MANTEIGAS DE BATI (Ouratea sp.) E UCUUBA (Virola Surinamensis)

PALAVRAS-CHAVES:
manteiga de bati; manteiga de ucuuba; propriedades bioativas; citotoxicidade.

PÁGINAS: 85
RESUMO:
Espécies do gênero Ouratea pertencem à família Ochnaceae e são encontradas principalmente no Nordeste do Brasil. Da semente de seus frutos pode ser extraída uma gordura adocicada e aromática, a manteiga de bati, rica em ácidos graxos insaturados, usada na fritura de alimentos e popularmente como cicatrizante e antiinflamatório. No entanto, suas características físico-químicas e propriedades bioativas são pouco estudadas. Já a manteiga de ucuuba, extraída da ucuubeira (Virola Surinamensis), encontrada na zona fluvial do Amazonas, é uma gordura rica em ácidos graxos saturados. Sua caracterização e propriedades bioativas não são amplamente descritas na literatura. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar as propriedades físico-químicas, bioativas e a citotoxicidade das manteigas de bati e ucuuba. Inicialmente, realizou-se a determinação do perfil dos ácidos graxos e a caracterização físico-química das amostras. Além disso, as amostras foram analisadas por FTIR (infravermelho com transformada de Fourrier) e RMN 1H (ressonância magnética nuclear de hidrogênio). A atividade antioxidante foi avaliada pela captura dos radicais DPPH (2,2-difenil-1- picril-hidrazil) e ABTS (2,2´- azinobis 3-etilbenzotiazolina-6-ácido sulfônico), o perfil dos componentes fenólicos totais pelo método Folin-Ciocalteau e a atividade citotóxica através do ensaio colorimétrico do MTT ([3-(4,5-dimetiltiazol- -2yl) -2,5-difenil brometo de tetrazolina]). Quanto ao perfil lipídico e às características físico-químicas, a manteiga de bati apresentou 66,06% de ácidos graxos insaturados, com ácido linoleico em maior proporção (45,36%). A manteiga de bati, por consequência, apresentou índice de iodo mais elevado (23,72 cg I2.g -1 ) que a manteiga de ucuuba (5,33 cg I2.g -1 ). Na manteiga de ucuuba, observou-se maior percentual de ácidos graxos saturados (85,75%), com destaque para o ácido láurico (37,80%). A fração hidrofílica das manteigas foi utilizada para quantificação de compostos fenólicos totais (CFT) e avaliação da atividade antioxidante in vitro. A manteiga de bati apresentou a CFT de 76,57 mg EAG.kg -1 e a manteiga de ucuuba de 76,25 mg EAG.kg -1 . A fração hidrofílica da manteiga de ucuuba obteve destaque na capacidade antioxidante in vitro no ensaio de captura do radical ABTS, apresentando um IC50 (concentração em que 50% dos radicais foram inibidos) de 2,58 mg/mL. Além disso, as duas manteigas e suas respectivas frações hidrofílicas e lipofílicas não apresentaram atividade citotóxica para as linhagens celulares CHO-K1 (células de ovário de hamster chinês) e HepG2 (linhagem de células de hepatocarcinoma humano), com viabilidade celular maior que 70% em todas as amostras. Por possuir uma rica composição de ácidos graxos insaturados e não apresentar citotoxidade, é possivel sugerir a exploração da manteiga de bati pela indústria alimentícia. Já a manteiga de ucuuba com atividade antioxidante importante, com predominância de ácido láurico, um ácido graxo com propriedades tensoativas e emolientes, se revela como uma matéria prima de potencial interesse para indústria cosmética e farmacêutica.

MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FRANCISCO HUMBERTO XAVIER JUNIOR - UFPB
Externa ao Programa - 1803301 - KATIA NICOLAU MATSUI - nullPresidente - 2276354 - LEANDRO DE SANTIS FERREIRA
Notícia cadastrada em: 04/11/2022 15:55
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa22-producao.info.ufrn.br.sigaa22-producao