PROGBIO/CT PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA CENTRO DE TECNOLOGIA Telefone/Ramal: (84) 99193-6265 https://posgraduacao.ufrn.br/renorbio

Banca de QUALIFICAÇÃO: AUGUSTO MONTEIRO DE SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : AUGUSTO MONTEIRO DE SOUZA
DATA : 05/10/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Online (Google Meet)
TÍTULO:

ESTUDOS BIOLÓGICOS COM HIDROXIAPATITA MODIFICADA PARA APLICAÇÃO NA REGENERAÇÃO ÓSSEA


PALAVRAS-CHAVES:

Citotoxicidade, genotoxicidade, embriotoxicidade e hidroxiapatita modificada.


PÁGINAS: 92
RESUMO:

A hidroxiapatita (HA) é um biomaterial amplamente utilizado em aplicações clínicas e farmacêuticas. Muitos estudos mostraram que vários substituintes iônicos podem ser incorporados ao HA. Essa modificação pode produzir uma composição mineral mais semelhante ao tecido ósseo natural com características biológicas promissoras para uso na regeneração óssea. Entretanto, essas substituições podem alteram as características físico-químicas desses biomateriais, sendo importante avaliar a biossegurança antes da produção e comercialização em larga escala. O presente estudo teve como objetivo avaliar a citotoxicidade, genotoxicidade, mutagenicidade e embriotoxicidade de biomateriais nanoestruturados à base de HA com e sem adição de íons bioativos de CO 3 2- , Zn 2+ e Sr 2+ . Os biomateriais foram preparados e caracterizados por um grupo da rede REGENERA-INCT. Foi utilizado um extrato bruto preparado da concentração de 100 mg/mL, conforme recomendado pela ISO 10993-5, para análise de citotoxicidade e genotoxicidade. O ensaio MTT (brometo de 3-(4,5-dimetiltiazol-2-il)-2,5-difeniltetrazólio) foi usado para medir a viabilidade celular após 24 horas de exposição a amostras de HA na linhagem celular de ovário de hamster chinês (CHO-K1). O ensaio de micronúcleo de citocinese-bloqueio (CBMN) foi realizado para avaliar a mutagenicidade dos HAs após 24 horas de exposição, 3000 células binucleadas foram avaliadas por tratamento em células CHO-K1. A mutação reversa bacteriana foi realizada utilizando a cepa de Salmonella Typhimurium (TA98), com e sem metabolização exógena; todos os testes foram realizados em triplicata. O teste de embriotoxicidade foi realizado em zebrafish (Danio rerio) de acordo com a diretriz da OCDE número 236. Embriões de zebrafish foram expostos a 1 ou 3 microesferas de diferentes HA modificadas de 4 a 120 horas pós-fertilização (hpf). A letalidade e os desfechos de desenvolvimento foram avaliados. Além dos efeitos de desenvolvimento, comportamento larval em 168 hpf foi analisado para verificar se os biomateriais possuem uma ação neurotóxica por meio da medição de respostas optomotora e de esquiva. Nos testes in vitro, nenhuma das amostras de HA induziu efeitos citotóxicos em relação ao controle negativo nem afetou a capacidade proliferativa da cultura celular. Amostras de HA também não foram capazes de gerar alterações nucleares como micronúcleo, ponte nucleoplasmática e brotos. No teste de Ames, não foi observado aumento da taxa de colônias revertentes, e portanto, os biomateriais testados não apresentaram potencial mutagênico. Após 120h de exposição às microesferas HA, CHA, SrHA e ZnHA, não houve mortalidade superior a 20%, indicando o caráter não embriotóxico dos biomateriais testados. Todos os grupos experimentais apresentaram respostas optomotoras e de esquiva positivas, o que significa que a exposição do embrião aos biomateriais testados não apresentou efeitos neurotóxicos. Portanto, os resultados apresentam excelentes dados sobre a biossegurança desses biomateriais nanoestruturados à base de HA modificados para aplicação no processo de regeneração óssea. Futuros estudos estão sendo realizados para avaliar alterações no nível molecular e a avaliação do potencial osteogênico em células-tronco estromais/mesenquimais humanas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FABIANO PERES MENEZES - UFRN
Presidente - 2085604 - SUSANA MARGARIDA GOMES MOREIRA
Notícia cadastrada em: 20/09/2022 17:35
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao