Banca de DEFESA: LUANA CARLA MARIZ DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUANA CARLA MARIZ DA SILVA
DATA : 29/10/2022
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO:

ANÁLISE DOS PROCESSOS MORFODINÂMICOS NO NÚCLEO DE DESERTIFICAÇÃO DO SERIDÓ POTIGUAR.


PALAVRAS-CHAVES:

Processos Morfodinâmicos, Uso e cobertura da terra, Núcleo de Desertificação Seridó


PÁGINAS: 108
RESUMO:

A região do Seridó Potiguar tem uma grande importância para o estado do Rio Grande do Norte e para todo o Nordeste brasileiro. Com uma economia bastante diversificada, a referida região tem enfrentado graves problemas ligados à escassez hídrica e à desertificação, sobretudo em função da forma como ocorre o uso das terras. Atualmente, a desertificação é um fenômeno que preocupa muitos países, dentre eles, o Brasil. No território brasileiro, a região Nordeste inspira cuidados, já que o clima e a atual velocidade e extensão do desmatamento favorecem a este processo. Levando em consideração esse contexto, a presente pesquisa tem como propósito investigar os processos morfodinâmicos no Núcleo de Desertificação do Seridó Potiguar, a partir do resgate da história do uso e cobertura da terra e de sua relação com a dinâmica geomorfológica, além de analisar o processo histórico-econômico e sua influência na dinâmica socioespacial. Para análise do uso e cobertura da terra foi aplicado o processo de vetorização de imagens de satélite por interpretação visual, as quais, foram comparadas com o mapeamento de informações do passado, a fim de identificar mudanças ocorridas neste período. Além da realização do mapeamento de fragilidade potencial e das unidades ecodinâmicas no qual identificou níveis de fragilidade do ambiente. Para estes mapeamentos adotou-se a metodologia de Tricart (1997) baseado no conceito das unidades ecodinâmicas, com adaptações de Ross (1990) na qual inseriu novos critérios de definição dessas unidades. Os resultados obtidos possibilitaram identificar mudanças no uso e cobertura da terra, num período de 32 anos e identificar os níveis de fragilidade a partir dos estudos integração para compreender a dinâmica natural do ambiente e a influência das intervenções antrópicas. Portanto as metodologias empregadas permitiram realizar uma análise do Núcleo de desertificação do Seridó Potiguar e identificar os principais processos morfodinâmicos a partir da relação das características geoambientais e das ações sociais exercidas nesse território.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - ***.935.314-** - SAULO ROBERTO DE OLIVEIRA VITAL - UFPB
Interna - 1726169 - SARA FERNANDES FLOR DE SOUZA
Externa à Instituição - CHRISTIANNE MARIA DA SILVA MOURA - UFPB
Externo à Instituição - JOSÉ FALCÃO SOBRINHO - UVA
Notícia cadastrada em: 19/10/2022 08:23
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa23-producao.info.ufrn.br.sigaa23-producao