CCHLA - PPGAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL DIREÇÃO DO CCHLA Telefone/Ramal: (84) 3342-2240 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgas

Banca de DEFESA: MARÍLIA TEIXEIRA DE MELO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARÍLIA TEIXEIRA DE MELO
DATA : 10/12/2021
HORA: 15:00
LOCAL: a definir
TÍTULO:

A MEDIAÇÃO TECNOLÓGICA NA PREPARAÇÃO DO ESPETÁCULO DURANTE A PANDEMIA COVID-19: UM EXERCÍCIO DE ANÁLISE SOBRE DANÇAR JUNTO QUANDO SE ESTÁ FISICAMENTE SEPARADO.


PALAVRAS-CHAVES:

Dança; Corpo; Emoções; antropologia da dança; Antropologia visual.


PÁGINAS: 150
RESUMO:

Este trabalho  visa dialogar dança, técnica e emoções, através de uma etnografia do processo de criação do espetáculo na Gaya Dança Contemporânea/UFRN, que atua na cidade de Natal/RN. Opto por focar no desenvolvimento dos trabalhos coreográficos que abordam questões existenciais (angústia, solidão, medo, alegria, relação entre vivos) e sensoriais (por parte dos sentidos: visão, tato, olfato e audição). Colocando ênfase, nesse momento, nos trabalhos coreográficos apresentados durante a pandemia da COVID-19, dialogando a dimensão estética que basea a produção da dança  contemporânea, com as propostas técnicas para a vídeodança e a coreoedição, presentes nos recortes cênicos de Corpo Isolado, Para quando o verão chegar e Poemas Dançados II e III, apresentados através da plataforma do Youtube, nos canais de 72ª SBPC Cultural e Gaya Dança Contemporânea. Enriquecido também por uma prática pessoal de dança, esta pesquisa nasce de uma antropologia interpretativa e colaborativa. A proximidade com o grupo colocou a pesquisadora no centro das preocupações da criação coreográfica, compartilhando as alegrias e as tristezas dos corpos afetados pelo período instaurado pela pandemia em 2020. Como o próprio nome sugere, Corpo Isolado mexe com as emoções e imaginários a respeito das sensações do corpo obrigado a isolar-se socialmente. Para quando o verão chegar e Poemas dançados II e III, narram as descobertas do próprio “eu”, frente as tantas reflexões trazidas pelo momento, sob a narração de poesias de Clarice Lispector, na voz, no olhar e nos gestos dos intérpretes-criadores da Gaya Dança Contemporânea. Nesse contexto de grupo, apresento os corpos que criam, improvisam, sentem e refletem questões sociais que habitam nos gestos da dança em preparação do Entre Olhares e Ventos. A bibliografia perpassa antropologia da dança e das emoções, traçando uma relação entre a antropóloga-bailarina e suas afetações nas relações coletivas do grupo. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149572 - LISABETE CORADINI
Interno - 050.314.634-06 - RAONI BORGES BARBOSA - UFRN
Interna - 1691014 - ROZELI MARIA PORTO
Externo à Instituição - JOSE DUARTE BARBOSA JUNIOR
Notícia cadastrada em: 30/11/2021 16:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao