Banca de DEFESA: MARIANA RODRIGUES DE LIMA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIANA RODRIGUES DE LIMA
DATA : 19/02/2021
HORA: 08:00
LOCAL: PLATAFORMA REMOTA
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DAS PROPRIEDADES MECÂNICAS E QUÍMICAS DE INSTRUMENTOS RECIPROCANTES DE NÍQUEL-TITÂNIO TRATADOS TERMICAMENTE

 


PALAVRAS-CHAVES:

Sistemas reciprocantes, Instrumentos de níquel-titânio, Propriedades mecânicas, WaveOne Gold, WA1 File, X1 File.


PÁGINAS: 62
RESUMO:

Os instrumentos endodônticos de níquel-titânio acionados a motor foram desenvolvidos para se obter um preparo químico-mecânico mais rápido e seguro, no entanto, esses instrumentos apresentam como desvantagem o risco de fraturar durante o seu uso. Diante dessa desvantagem, os fabricantes têm desenvolvido mudanças no design dos instrumentos, nos acabamentos das ligas e na cinemática de uso pois são características que contribuem para que as fraturas aconteçam.  O objetivo deste estudo foi avaliar e comparar propriedades mecânicas de novos instrumentos de níquel-titânio com memória controlada lançados no mercado. Os sistemas WaveOne Gold (WOG; Dentsply Sirona, Ballaigues, Switzerland), WA1 File (WA1; TDKaFile, Cidade do México, México) e X1 File (X1; MK Life, Porto Alegre, RS, Brasil) foram submetidos ao teste de resistência à torção, de acordo com a norma ISO 3630-1, ao teste rigidez à flexão, através do ensaio de flexão em cantiléver (45º) e ao teste de resistência à flambagem. Os resultados foram avaliados através da análise de variância (ANOVA), o teste F e o teste de Tukey, considerando um nível de significância de 5%. No teste de resistência à torção os instrumentos WOG apresentaram maior deflexão angular, ou seja, maior resistência à fratura em torção e os instrumentos WA1 a menor e na comparação do torque máximo em torção não houve diferença estatística significante entre os sistemas. Nos testes de rigidez a flexão e resistência à flambagem houve diferença estatística significante entre os 3 sistemas, sendo os instrumentos X1 os mais rígidos. No primeiro teste os instrumentos WA1 se apresentaram como os mais flexíveis e no segundo, os instrumentos WOG. Conclui-se que os instrumentos WOG, WA1 e X1 mostraram diferenças estatísticas nos testes mecânicos, sendo os instrumentos WOG e WA1 os mais resistentes à fratura por torção e os mais flexíveis, diferentemente dos instrumentos X1 que se apresentaram mais susceptíveis à fratura por torção e menos flexíveis.


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - JOEDY MARIA COSTA SANTA ROSA - UNIT
Externo ao Programa - 3154835 - CICERO ROMAO GADE NETO
Presidente - 1879551 - FABIO ROBERTO DAMETTO
Externa ao Programa - 1059162 - LETICIA MARIA MENEZES NOBREGA
Externo à Instituição - VICTOR TALARICO LEAL VIEIRA - Unigranrio
Notícia cadastrada em: 09/02/2021 13:26
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao