Banca de QUALIFICAÇÃO: ANDRE AZEVEDO DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANDRE AZEVEDO DOS SANTOS
DATA : 11/02/2021
HORA: 14:30
LOCAL: PLATAFORMA REMOTA
TÍTULO:

PERFIL IMUNO-HISTOQUÍMICO DE MARCADORES DE CÉLULAS-TRONCO TUMORAIS EM NEOPLASIAS DE GLÂNDULA SALIVAR.


PALAVRAS-CHAVES:

Glândulas salivares; Neoplasias; Células tronco tumorais; Imuno-histoquímica.


PÁGINAS: 50
RESUMO:

Apesar de relativamente incomuns, tumores benignos e malignos podem se desenvolver nas glândulas salivares. Os tumores de glândulas salivares (TGS) apresentam características clinicopatológicas complexas e exibem grande diversidade em seus aspectos morfológicos, comportamento biológico e prognóstico. O adenoma pleomórfico (AP) é o TGS benigno mais comum. Dentre os TGS malignos, o carcinoma mucoepidermoide (CME) é geralmente referido como o mais frequente, seguido pelo carcinoma adenoide cístico (CAC). Nos últimos anos, estudos têm fornecido fortes evidências de que as células-tronco tumorais (CTTs) desempenham papéis importantes na tumorigênese, incluindo iniciação, progressão, metástase, resistência ao tratamento e recorrências em vários tipos de neoplasias. No entanto, na literatura científica ainda são poucos os estudos com enfoque no significado biológico das CTTs, especificamente em TGSs. O presente estudo tem como objetivo descrever o perfil de CTTs em uma série de casos de AP, CAC e CME, por meio dos biomarcadores imuno-histoquímicos CD44, OCT4, ALDH1 e SOX2, visando melhor compreender os diferentes comportamentos biológicos e prognósticos dos TGSs, e também verificar se existe um biomarcador específico para identificação de CTTs nas lesões estudadas. Após coleta de dados clínico-demográficos e análise morfológica, será realizada avaliação imuno-histoquímica de CD44, OCT4, ALDH1 e SOX2 em 20 APs, 20 CACs e 20 CMEs. Cinco campos microscópicos (400x) no parênquima tumoral serão selecionados para análise. Em cada campo, será atribuído um escore baseado na porcentagem de células imunopositivas (PP) e um escore relativo à intensidade de expressão (IE). Posteriormente, o escore final (EF) será calculado por meio da fórmula: EF = PP + IE. Também será avaliado o estroma tumoral, classificado como negativo ou positivo para cada biomarcador. Os resultados serão submetidos a testes estatísticos por meio do software Statistical Package for the Social Sciences (versão 20.0). Para todos os testes estatísticos, será adotado nível de significância de 5% (p<0,05).


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 346077 - LELIA BATISTA DE SOUZA
Interno - 2859541 - PEDRO PAULO DE ANDRADE SANTOS
Interna - 350484 - ROSEANA DE ALMEIDA FREITAS
Notícia cadastrada em: 01/02/2021 15:57
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao