Banca de QUALIFICAÇÃO: DÉBORA MICHELLE GONÇALVES DE AMORIM

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DÉBORA MICHELLE GONÇALVES DE AMORIM
DATA : 03/02/2021
HORA: 08:00
LOCAL: Plataforma Google Meet
TÍTULO:

DURABILIDADE DA UNIÃO À DENTINA E LIBERAÇÃO DE CÁLCIO PROMOVIDAS POR SISTEMAS ADESIVOS EXPERIMENTAIS COM ADIÇÃO DE HIDRÓXIDO DE CÁLCIO


PALAVRAS-CHAVES:

adesivos autocondicionantes, hidróxido de cálcio, resistência de união.


PÁGINAS: 33
RESUMO:

 O presente estudo objetivou avaliar o impacto da adição de diferentes concentrações de hidróxido de cálcio na durabilidade da união à dentina e liberação de cálcio de sistemas adesivos autocondicionantes experimentais. Quatro sistemas adesivos foram formulados a partir dos componentes UDMA, HEMA, GDMA-P, TPO, difenil iodônio, etanol e água com diferentes frações em massa de hidróxido de cálcio: 0% (controle), 1%, 2% e 4%. Para o teste da liberação de cálcio, discos (5mm de diâmetro x 1 mm de espessura) foram confeccionados (n=4) e imersos em água destilada. A concentração de cálcio foi mensurada após 3 h, 24 h, 48 h, 72 h, 96 h, 120 h, 144 h e 168 h por meio de um espectrofotômetro. Para análise da durabilidade da união à dentina, 24 terceiros molares (n = 6) foram utilizados. A dentina do terço médio foi exposta, os sistemas adesivos foram aplicados e 2 incrementos de resina composta colocados e fotoativados. Após 24 h de imersão em água destilada, os palitos foram cortados. Metade deles foi submetida ao teste de resistência de união por micro tração em máquina de ensaios universal (OM-150) e a outra metade armazenada em água destilada por 12 meses para avaliação subsequente da resistência de união. Os dados de resistência de união foram estatisticamente avaliados por meio dos testes ANOVA 2 fatores e pós teste de Tukey (p<0,05). O pH do eluato foi analisado descritivamente. Para o teste de resistência de união, houve diferenças estatisticamente significativas entre os tempos de armazenamento (p = 0.001). Apenas o material contendo 2% de cálcio mostrou aumento estatisticamente significativo de resistência de união após 12 meses de armazenamento em água. Os demais mantiveram valores estatisticamente similares entre os tempos de armazenamento. Todos os sistemas adesivos liberaram quantidades de cálcio menores que 1 ppm. Portanto, a inclusão de hidróxido de cálcio a 2% em sistemas adesivos autocondicionantes é uma alternativa para aumentar a longevidade da união à dentina.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2042290 - BONIEK CASTILLO DUTRA BORGES
Externa ao Programa - 1247082 - DIANA FERREIRA GADELHA DE ARAUJO
Externa ao Programa - 2966816 - MARILIA REGALADO GALVAO RABELO CALDAS
Notícia cadastrada em: 19/01/2021 11:10
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao