Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCISCO DE ASSIS DE SOUZA JUNIOR

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FRANCISCO DE ASSIS DE SOUZA JUNIOR
DATA : 28/12/2020
HORA: 10:00
LOCAL: PLATAFORMA REMOTA
TÍTULO:

Avaliação da preservação alveolar após extração dentária, utilizando biomaterial de colágeno: Ensaio clínico controlado e radomizado


PALAVRAS-CHAVES:

Alveolo dental; Remodelação óssea; Reabsorção óssea


PÁGINAS: 20
RESUMO:

A extração dentária é inevitável sob certas circunstâncias, desfavorecendo as condições de saúde, função e estética. Após as exodontia, o fenômeno de modelação e remodelação no processo alveolar, proporciona a perda do aparato periodontal, resultando na atrofia do processo alveolar e a ausência dentária leva a diminuição de 40 a 60% em sentidos horizontais e verticais do rebordo. A preservação alveolar pós exodontia é necessária para contribuir significativamente para uma possível reabilitação oral, porém alguns matérias enxertivos utilizados para esta finalidade possuem custos elevados e isso pode inviabilizar a técnica de manutenção alveolar. Visando buscar uma alternativa de custo benéfico satisfatório, com viabilidade de uso clinico para a preservação alveolar pós extração, este estudo propõe a avaliar a eficácia do biomaterial de esponja de colágeno hidrolisada liofilizada. Será realizado um estudo clinico randomizado, boca dividida, onde após a exodontia os alvéolos serão preenchidos com biomaterial de esponja de colágeno hidrolisada liofilizada xenogena (Hemospon® ) e na sequencia esses locais serão avaliados para saber quais destas regiões tiveram uma melhor preservação alveolar. Para contribuir com as análises, os pacientes realizarão tomografias computadorizadas cone beam previamente a extração e após 30 dias da extração. Os dados serão catalogados e analisados através de estudos estatísticos ANOVA e MANOVA. Essa pesquisa poderá trazer no âmbito da cirurgia oral benefícios, pois espera-se contribuir visando buscar uma alternativa de custo benéfico satisfatório e eficiente com viabilidade de uso clinico de materiais de enxertia para a preservação alveolar pós extração, proporcionando uma melhor manutenção óssea do paciente que contribuirá para uma reabilitação oral futura de qualidade com menos morbidade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2379951 - ADRIANO ROCHA GERMANO
Interna - 2492713 - ERICKA JANINE DANTAS DA SILVEIRA
Externo ao Programa - 1221550 - WAGNER RANIER MACIEL DANTAS
Notícia cadastrada em: 17/12/2020 11:07
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao