Banca de DEFESA: ANA LÚCIA DA SILVA MOREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANA LÚCIA DA SILVA MOREIRA
DATA : 11/12/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Departamento de Odontologia
TÍTULO:

ANÁLISE DO TRANSPORTE APICAL E DA CENTRALIZAÇÃO DO PREPARO DE INSTRUMENTOS MECANIZADOS DE NÍQUEL-TITÂNIO EM MOLARES INFERIORES: PROTAPER GOLD E PRODESING LOGIC.


PALAVRAS-CHAVES:

Endodontia; ProTaper Gold; Prodesign Logic ; Preparo de Canal Radicular; Microtomografia Computadorizada.


PÁGINAS: 67
RESUMO:

Esta pesquisa objetivou avaliar as alterações morfológicas resultantes da instrumentação de 20 raízes mesias de molares humanos inferiores consideradas severamente curvas, e comparar os sistemas ProTaper Gold (PTG) e Prodesign Logic (PDL), através da análise do transporte apical e da capacidade de centralização, além do tempo necessário para preparo do canal radicular. A amostra foi constituída por vinte raízes mesiais de molares inferiores pareadas anatomicamente com base em dimensões morfológicas semelhantes usando avaliação por micro-CT (resolução = 19 µm) atribuídas a dois grupos experimentais (n = 10) de acordo com o sistema usado para a preparação do canal radicular: Grupo 1 – PTG e Grupo 2 – PDL. Em seguida, os espécimes foram novamente digitalizados e as imagens correspondentes dos canais mesias, pré e pós-instrumentação, foram examinadas em três níveis de secção transversal (3, 5 e 7 mm da extremidade apical da raiz) para analisar o transporte e a centralização do canal. Aplicou-se o teste estatístico de ANOVA- um critério, em relação ao transporte apical, não observando diferença estatística entre os grupos (p > 0,05). Para análise da capacidade de centralização foi observado distribuição não normal, aplicou-se o teste Mann-Whitney, onde foi observado diferença estatística entre os grupos no nível de 5mm (p = 0,0410) onde PTG apresentou menor capacidade de centralização quando comparado ao grupo PDL. Não houve correlação entre as variáveis em questão. Em relação ao tempo efetivo para instrumentação, a análise demonstrou que houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos (p < 0,0001), sendo PDL mais rápido para alcançar o CT do que o grupo PTG. Todos os procedimentos estatísticos foram realizados com nível de significância de 5%. Portanto, PTG e PDL tiveram resultados semelhantes em relação a ausência de transporte do canal, já PDL apresentou maior capacidade de centralização quando se refere ao nível de 5mm e se mostrou mais rápido que PTG por ter sido necessário um tempo menor de instrumentação. Ademais, todos os sistemas se apresentaram seguros para o uso clínico uma vez seguindo as recomendações dos fabricantes. 

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1879551 - FABIO ROBERTO DAMETTO
Interna - 1678126 - PATRICIA DOS SANTOS CALDERON
Externo à Instituição - GUSTAVO BARBALHO GUEDES EMILIANO - UERN
Notícia cadastrada em: 03/12/2019 15:03
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao