Banca de QUALIFICAÇÃO: ANNIE KAROLINE BEZERRA DE MEDEIROS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANNIE KAROLINE BEZERRA DE MEDEIROS
DATA : 24/10/2019
HORA: 08:30
LOCAL: Departamento de Odontologia
TÍTULO:

PERFORMANCE MASTIGATÓRIA E QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA À SAÚDE BUCAL EM IDOSOS REABILITADOS COM PRÓTESES TOTAIS CONVENCIONAIS: ENSAIO CLÍNICO CONTROLADO E RANDOMIZADO


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave:Mastigação; Prótese total; Idoso; Satisfação do Paciente; Arcada Edêntula.


PÁGINAS: 66
RESUMO:

As próteses totais convencionais (PTs) são largamente empregadas para a reabilitação de indivíduos totalmente edêntulos, com o intuito de reestabelecer os aspectos modificados pela perda dentária. Assim, considerando a importância desses dispositivos no tratamento de idosos com restrições financeiras, físicas e psicológicas para se submeterem a tratamento com implantes dentários, assim como as limitações metodológicas inerentes a estudos realizados previamente, propôs-se a realização deste ensaio clínico controlado e randomizado (ECCR). Com base nisso, o presente estudo teve objetivo de avaliar o impacto da reabilitação com PTs na performance mastigatória, qualidade de vida relacionada à saúde bucal (QVRSB) e satisfação em idosos totalmente edêntulos 3 meses após a instalação de novas PTs. Foram selecionados 50 participantes para o estudo, os quais foram aleatoriamente randomizados em dois grupos distintos: grupo teste (n = 25) e grupo controle (n = 25). O grupo teste (GT) recebeu novas PTs. No grupo controle (GC), não foram confeccionadas novas próteses e os dados referentes às PTs antigas foram coletados duas vezes num intervalo de 3 meses. As variáveis dependentes consistiram em performance mastigatória (X50), QVRSB e satisfação. A performance mastigatória foi analisada pelo método da análise granulométrica, após a mastigação de um alimento artificial pelo idoso, cujo peso retido em um conjunto de peneiras determinou o tamanho mediano das partículas (X50). A QVRSB foi obtida por meio da aplicação do Questionário OHIP-Edent e a Satisfação foi avaliada em relação à mastigação, gustação, fonética, sintomatologia dolorosa, estética, adaptação, retenção e conforto.  Para a análise dos resultados foram empregados testes paramétricos com nível de significância de 5% e poder de 80%.  A amostra final foi composta por 48 idosos, com idade média de 68,77 anos (± 6,01), predominantemente do sexo feminino (n = 41; 85,4%), com tempo médio de edentulismo de 26,41 anos (± 12,37) e tempo médio de uso das próteses de 9,22 anos (± 5,10). O X50 médio no GT foi de 6,67 mm (± 0,42) no T0 e de 6,58 mm (± 0,55) no T1, não apresentando diferença significativa 3 meses após a instalação de novas PTs em comparação com as próteses antigas.  No GT, a pontuação total do OHIP-Edent reduziu significativamente após o tratamento, o que indica uma melhora expressiva na QVRSB nos idosos que receberam novas próteses (p = 0,001). Essa redução foi significativa também para os domínios que avaliaram limitação funcional, dor física, desconforto psicológico, disfunção física e disfunção psicológica(p < 0,05). Para a variável “satisfação com as próteses totais”, pôde-se perceber que a pontuação geral obtida após a inserção das novas próteses aumentou significativamente, de uma média de 59,04 pontos para 93,82 (p < 0,001). Dessa maneira, a partir dos resultados, infere-se que, mesmo sem aumentar a capacidade mastigatória dos idosos num período de uso de 3 meses, a reabilitação com prótese total apresentou aspectos positivos quanto à melhora na qualidade de vida e satisfação nesse mesmo intervalo de tempo.

 


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 1459400 - ADRIANA DA FONTE PORTO CARREIRO
Interna - 2946627 - ERIKA OLIVEIRA DE ALMEIDA
Externo ao Programa - 1031499 - LAERCIO ALMEIDA DE MELO
Notícia cadastrada em: 23/10/2019 15:05
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa24-producao.info.ufrn.br.sigaa24-producao