Banca de DEFESA: ALIANE DA SILVA BEZERRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALIANE DA SILVA BEZERRA
DATA : 15/08/2019
HORA: 10:00
LOCAL: Departamento de Odontologia
TÍTULO:

EFEITO A CURTO PRAZO DA LASER ACUPUNTURA NA DOR, ANSIEDADE E DEPRESSÃO DE PACIENTES COM DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO


PALAVRAS-CHAVES:

Síndrome da Disfunção da Articulação Temporomandibular; terapia por acupuntura; terapia com luz de baixa intensidade; ensaio clínico; laser acupuntura, ansiedade, depressão


PÁGINAS: 86
RESUMO:

Introdução: A disfunção temporomandibular (DTM) é um termo coletivo que representa desordens que abrangem os músculos mastigatórios, a articulação temporomandibular (ATM) e suas estruturas associadas. De etiologia multifatorial, apresenta como fatores contribuintes para seu desenvolvimento, aspectos biopsicossociais. Objetivo: Avaliar o efeito da laser acupuntura comparado com os tratamentos de aconselhamento, placa oclusal, crâniopuntura na dor, ansiedade e depressão em pacientes com DTM. Métodos: Quarenta pacientes diagnosticados com DTM por meio do RDC/TMD (Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders) foram alocados em quatro grupos de tratamento: Aconselhamento (AC =10), Placa Oclusal (PL=10), Crâniopuntura (CP=10) e Laser acupuntura (LA=10). Os participantes responderam aos questionários HADS (Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão), BAI (Inventário de Ansiedade de Beck: fatores psicológicos de ansiedade) e o IDATE (Índice de Ansiedade Traço-Estado: fatores psicológicos de ansiedade), BDI (Inventário de Depressão de Beck: fatores psicológicos de depressão) em relação a ansiedade e depressão. A escala Visual Analógica (EVA) foi aplicada no baseline e antes e após cada sessão (total de 8 sessões). Após 30 dias de tratamento, a escala foi aplicada novamente junto com o RDC/TMD. Os dados obtidos foram analisados por meio do programa SPSS (Statistical Package for the Social Science) 22.0 com o teste Split Plot ANOVA, com nível de confiança de 95%. Resultados: Houve uma redução ao longo do tempo nos parâmetros de dor independente do grupo (p=0,002). Contudo, entre os grupos não houve diferença estatisticamente significativa (p=0,570). Não houve diferença estatisticamente significativa nos parâmetros de ansiedade pelo HADS (p=0,018), BAI (p= 0,027) e IDATE (p=0,043). E depressão pelo HADS (p=0,106) e BDI (p=0,115) após 30 dias de tratamento.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 2946627 - ERIKA OLIVEIRA DE ALMEIDA
Externo ao Programa - 1031499 - LAERCIO ALMEIDA DE MELO
Externa à Instituição - LUANA MARIA MARTINS DE AQUINO - F.M.Nassau
Notícia cadastrada em: 06/08/2019 11:20
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao