Banca de QUALIFICAÇÃO: KAREN OLIVEIRA PEIXOTO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : KAREN OLIVEIRA PEIXOTO
DATA : 02/07/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Departamento de Odontologia
TÍTULO:

EFEITO EM CURTO PRAZO DA CRÂNIOPUNTURA SOBRE A DOR, DISTÚRBIOS DO SONO E QUALIDADE DE VIDA, EM PACIENTES COM DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO


PALAVRAS-CHAVES:

Transtornos da Articulação Temporomandibular; Dor; qualidade de vida, distúrbios do sono, acupuntura


PÁGINAS: 72
RESUMO:

Introdução: A acupuntura vem sendo utilizada no tratamento da disfunção temporomandibular (DTM), como tratamento alternativo e adjuvante aos convencionais. A crâniopuntura, modalidade realizada no couro cabeludo, vem se destacando devido ao seu mecanismo de ação no tratamento de várias afecções. Porém, não há estudos sobre seu uso na DTM. Objetivo: Avaliar os efeitos da crâniopuntura em pacientes diagnosticados com DTM, quanto ao sono, a qualidade de vida e a dor; bem como comparar seus resultados com as demais terapias: placa oclusal, aconselhamento e laser acupuntura. Métodos: quarenta pacientes diagnosticados com DTM por meio do RDC/TMD (Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders) foram alocados em quatro grupos de tratamento: Aconselhamento (AC =10), Placa Oclusal (PO=10), Crâniopuntura (CP=10) e Laser Acupuntura (LP=10). Os participantes responderam aos questionários PSQI (Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh) com relação aos distúrbios do sono, WHOQOL-bref (World Health Organization Quality Of Life) e OHIP-14 (Oral Health Impact Profile) a respeito da qualidade de vida e a Escala Visual Analógica (EVA) quanto à dor e foram novamente submetidos ao RDC/TMD após a terapia, com 30 (trinta) dias de tratamento. Os dados obtidos foram analisados por meio do programa SPSS (Statistical Package for the Social Science) 22.0 com o teste Split Plot ANOVA, com nível de confiança de 95%. Resultados: Em todos os grupos analisados houve uma melhoria significativa dos parâmetros relativos a qualidade do sono pelo PSQI (p=0,011), da qualidade de vida pelo OHIP (p=0,004) e também da sintomatologia dolorosa (p=0,570) após 30 dias de tratamento. Entretanto, não houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos de tratamento, seja pelo PSQI (p=0,303), OHIP (p=0,119) e na dor (p=0,000). Já pelo WHOQOL, apenas o seu domínio físico mostrou melhoria significativa na qualidade de vida ao longo do tempo (p=0,010) mas não entre os grupos (p=0,975), os demais domínios e o WHOQOL-geral não mostraram resultados significativos para nenhum dos grupos nem após os 30 dias. Mostrando assim, que nenhum grupo terapêutico foi superior em relação aos demais na melhoria dos parâmetros analisados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1466265 - GUSTAVO AUGUSTO SEABRA BARBOSA
Interna - 2946627 - ERIKA OLIVEIRA DE ALMEIDA
Externo ao Programa - 915.660.704-06 - EDUARDO JOSE GUERRA SEABRA - UERN
Notícia cadastrada em: 21/06/2019 08:20
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa28-producao.info.ufrn.br.sigaa28-producao