Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRN

2017
Dissertações
1
  • EMERSON MOURA DE ALENCAR
  • Desenvolvimento de uma ferramenta de apoio a prática docente voltada ao ensino baseado em competências: uma abordagem centrada no usuário

  • Orientador : ANDRE MAURICIO CUNHA CAMPOS
  • Data: 03/02/2017
  • Mostrar Resumo
  • A metodologia com base em competência visa a formação do trabalhador com foco nas habilidades em realizar tarefas relativas a sua ocupação no mercado de trabalho. Porém esta nova proposta trouxe desafios as equipes pedagógicas e docentes, o ato de planejar tem sido uma tarefa árdua, tendo em vista tantos processos e informações que o docente precisa compreender e desenvolver. Devido a isso, este trabalho propõe uma solução através de uma ferramenta computacional que minimize os problemas enfrentados e ofereça recursos que facilitem a compreensão da metodologia. Para isso foi desenvolvida uma pesquisa exploratória com o objetivo de encontrar padrões de dificuldades, através de formulários online e grupo focal foram coletados, com docentes das escolas do SENAI-DR/RN, dados relevantes a formulação de uma proposta de solução. A aplicação proposta encontra-se atualmente em desenvolvimento. Foi desenvolvido um sistema com o objetivo de facilitar o docente no seu planejamento. O sistema, denominado MEP - Metodologia de Ensino Profissional, foi elaborado e desenvolvimento em várias etapas, seguindo uma abordagem centrado no usuário, ou seja envolvendo docentes e pedagogos. O presente trabalho apresenta o processo de elaboração e desenvolvimento da ferramenta, que se encontra atualmente em fase de testes.

2
  • GEOMEREZ RADUAN DE OLIVEIRA BANDEIRA
  • Auto-Gerenciamento de Recursos em Infraestruturas baseada em Contêineres para Desktop-as-a-Service: Um Estudo de Caso nos Laboratórios de Informática da ECT/UFRN

  • Orientador : CARLOS EDUARDO DA SILVA
  • Data: 22/06/2017
  • Mostrar Resumo
  • Uma alternativa viável para instituições que possuem múltiplos usuários com necessidade de acessar aplicações desktops é o Desktop-as-a-Service (DaaS), que caracteriza-se pela entrega de um ambiente desktop que executa remotamente. A virtualização de recursos em conjunto com o balanceamento de carga são amplamente utilizados em infraestruturas que hospedam serviços com demandas sazonais, replicando instâncias e distribuindo as requisições entre elas para alcançar elasticidade. Entretanto o balanceamento de carga não é a solução mais adequada para o DaaS, uma vez que sessões nesse serviço são de longa duração e não são migradas para um novo servidor que seja adicionado ao balanceador, permanecendo a lentidão percebida pelos usuários já conectados a um servidor sobrecarregado. Neste contexto, o redimensionamento dinâmico de recursos em uma instância virtual se mostra como a abordagem mais apropriada. Contudo, soluções tradicionais de virtualização exigem a reinicialização do servidor afetado, e consequentemente, finalizando as sessões DaaS com seus respectivos usuários. Por outro lado, virtualização baseada em contêineres permitem tal redimensionamento, porém exige intervenções manuais do administrador para ajustar a quantidade de recursos mediante à demanda. Este trabalho apresenta o ConManager, um controlador auto-adaptativo para ambientes baseados em contêineres, que tem como propósito o redimensionamento dinâmico de recursos virtualizados para lidar com sobrecargas sazonais. A proposta foi aplicada como estudo de caso nos laboratórios de informática da Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. O ConManager monitora a utilização de recursos nos laboratórios, detectando cenários de sobrecarga, e propondo planos de adaptação que são aplicados na infraestrutura de suporte ao serviço DaaS, efetivamente redistribuindo recursos de contêineres subutilizados para os sobrecarregados. A ferramenta se encontra em uso e isso trouxe ganhos perceptíveis como diminuição do tempo de adaptação de recursos e a simplificação do gerenciamento do ambiente, beneficiando a equipe de tecnologia da informação da instituição, responsável por manter o serviço e à comunidade acadêmica que desfruta de um ambiente computacional mais estável.

3
  • SAULO RUFINO DE SA
  • Arquitetura de comunicação entre AVAs e objetos de aprendizagem dinâmicos utilizando a especificação IMS LTI

  • Orientador : RUMMENIGGE RUDSON DANTAS
  • Data: 17/08/2017
  • Mostrar Resumo
  • Os Objetos de Aprendizagem (OAs) são recursos modulares reutilizáveis importantes para a Educação a Distância (EaD) e integram os Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs), compondo o leque de opções que podem ser utilizadas pelos professores em seu projeto de ensino. Os OAs podem ficar diretamente hospedados em um AVA ou armazenados em um Repositório de Objetos de Aprendizagem (ROA), que são próprios para hospedá-los de forma centralizada, descrevendo suas características e utilizando metadados padronizados com mecanismo de busca eficiente para encontrar o objeto solicitado. Para que os objetos
    sejam acessados e utilizados em mais de um AVA, é necessário a existência de mecanismos que os tornem interoperáveis. Este artigo trata da proposta de uma arquitetura e interface para integração dos objetos de um repositório com o AVA Moodle utilizando a especificação LTI.

4
  • HENRIQUE ANDRÉ BARBOSA BITTENCOURT DUTRA
  • Hermod: Uma plataforma de e-mail para apoiar a comunicação institucional

  • Orientador : SERGIO QUEIROZ DE MEDEIROS
  • Data: 24/08/2017
  • Mostrar Resumo
  • As organizações que oferecem serviços à sociedade, sejam elas públicas ou privadas, precisam com frequência estabelecer um canal de comunicação para enviar conteúdo, tais como notícias, ofertas de serviços ou outros tipos de informações. Entre as diversas formas de comunicação institucional, o serviço de e-mail possui papel predominante.

    Para que a comunicação instituicional através de e-mail ocorra maneira satisfatória é necessário que as mensagens sejam envidas com rapidez e que existam alguns mecanismos de feedback, como saber se os e-mails foram entregues aos destinatários.

    Contudo, as soluções comerciais existentes que apresentam as funcionalidades desejadas costumam possuir valores elevados, o que dificulta seu uso por instituições públicas. Assim, apresentamos o Hermod, uma plataforma de e-mail para comunicação institucional que foi desenvolvida como solução para os sistemas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

5
  • ANDRE LUIZ DE SOUZA BRITO
  • Level-up: uma proposta de processo gamificado para a educação

  • Orientador : CHARLES ANDRYE GALVAO MADEIRA
  • Data: 25/08/2017
  • Mostrar Resumo
  • A tecnologia é um grande transformador da cultura de uma sociedade. Essa transformação cultural induz, por sua vez, a uma necessidade de revoluções em várias áreas do conhecimento. Uma dessas áreas é a educação, que conta com uma geração de jovens que estão sempre conectados, possuem um acesso a grandes quantidades de informação e podem rapidamente acessá-las e compartilhá-las. Como consequência, os modelos tradicionais de ensino-aprendizagem nos quais o professor assume um papel centralizador e o aluno se encontra passivamente recebendo as informações, passam a ser cada vez mais ineficazes. A inadequação dessas práticas diminui a conexão do aluno com o ambiente escolar e as disciplinas, levando-o mais facilmente a uma desmotivação pelos estudos. Um campo de pesquisa que tem se destacado nos últimos anos quando tratamos da motivação no contexto educacional é o da Gamificação. No entanto, um problema comum ainda persiste na construção de soluções gamificadas para a educação, que consiste na falta de um processo de design claro que norteie de forma eficaz a elaboração de soluções a fim de que os resultados obtidos pela aplicação das mesmas não sejam superficiais e ineficazes e não gerem impacto negativo na motivação dos alunos. Para contribuir com a solução desse problema, este trabalho propõe um processo de gamificação, denominado Level-Up, alicerçado na abordagem do Design Thinking para educadores, que tem como princípio básico o conhecimento prévio profundo sobre a problemática do desinteresse dos alunos a ser tratado antes que qualquer solução venha a ser projetada. Além disso, o framework Octalysis é utilizado para auxiliar na análise dos aspectos motivacionais tratados no cenário do problema e direcionar a escolha dos elementos de jogos para tornar esse cenário agradável e atingir os objetivos almejados com a gamificação. Para validar o processo proposto, um estudo de caso foi efetuado em uma disciplina introdutória de programação de um curso de ensino superior, no qual resultados promissores foram obtidos.

6
  • EDMILSON PEREIRA DA COSTA JÚNIOR
  • Uma Abordagem para Sistema de Firewall Distribuído Auto-Adaptativo

  • Orientador : CARLOS EDUARDO DA SILVA
  • Data: 25/08/2017
  • Mostrar Resumo
  • O firewall de borda desempenha um papel fundamental para segurança das redes corporativas, agindo como primeira barreira de defesa ao delimitar um perímetro seguro. Entretanto, a cultura do Bring Your Own Device dificulta a noção de domínio seguro, contribuindo para a criação de vetores de ataques dentro do perímetro seguro. Os sistemas de firewall distribuído surgiram com a proposta de prover proteção de hosts individuais a ataques originados na própria rede interna. Em tais sistemas, as regras são criadas de modo centralizado e então distribuídas e aplicadas em todos os servidores que compõem o firewall, restringindo quais serviços devem estar disponíveis. Não obstante, vulnerabilidades em software podem tornar os serviços de rede vulneráveis a ataques, uma vez que firewalls usualmente não analisam os protocolos de aplicação. Neste sentido, a partir da descoberta da vulnerabilidade até a publicação e aplicação dos patches de correção existe uma janela de exposição que deve ser reduzida. Dado este cenário, o presente trabalho apresenta uma proposta de um sistema de firewall distribuído auto-adaptativo. Esta proposta é baseada no monitoramento de hosts e no uso de um sistema de avaliação de vulnerabilidades para detectar serviços vulneráveis, integrado com componentes capazes de decidir e aplicar regras de firewall nos hosts afetados. Desse modo, nossa abordagem é capaz de responder a
    vulnerabilidades descobertas nesses hosts, contribuindo para mitigar o risco de exploração da vulnerabilidade. Nosso sistema foi avaliado no contexto de um estudo de caso que simula um ambiente de rede corporativa, onde os resultados alcançados demonstram sua viabilidade.

7
  • ERICK SHARLLS RAMOS DE PONTES
  • Desenvolvendo Linhas de Produto de Software a partir de Sistemas de Software Existentes

  • Orientador : CARLOS EDUARDO DA SILVA
  • Data: 25/08/2017
  • Mostrar Resumo
  • Uma Linha de produto de software (LPS) representa uma família de sistemas relacionados que compartilham similaridades e variabilidades visando atender às necessidades de um mercado ou missão específica. A adoção de LPS tem sido aplicada em diversas áreas na indústria de software devido aos benefícios alcançados, tais como, redução dos custos no desenvolvimento, aumento da qualidade e redução do tempo de comercialização. No entanto, cenários distintos podem ser encontrados para implementação de uma linha de produtos, caracterizando 3 abordagens para adoção de LPS: (1) abordagem proativa: não existe softwares em produção, e uma LPS é desenvolvida do zero; (2) abordagem reativa: já existe uma LPS em produção que vai sofrer incremento para atender novos requisitos; (3) abordagem extrativa: a LPS é desenvolvida a partir dos artefatos de um sistema ou conjunto de sistemas relacionados que já estão em produção. Nos cenários das abordagens extrativa e reativa, este trabalho propõe um método de desenvolvimento e evolução de LPSs a partir de sistemas existentes implementados na linguagem Java. O método foi extraído de um estudo empírico de desenvolvimento de uma LPS para o domínio de sistemas de controle de espaços físicos utilizados em diferentes centros da UFRN e definiu três atividades: Modelar features da LPS, Projetar e Implementar LPS através da refatoração de um sistema existente, e Realizar Testes para cada um dos produtos atuais existentes. Em seguida, o método foi validado por meio da sua aplicação durante as evoluções da LPS para atender novos requisitos demandados pelos clientes. Um conjunto de diretrizes para refatoração e modularização de features em sistemas implementados em Java são apresentadas como parte do método. 

8
  • DINARTE ALVES MARTINS FILHO
  • FASTSF: UMA FERRAMENTA DE GERAÇÃO DE CÓDIGO PARA O INCREMENTO DA PRODUTIVIDADE NO DESENVOLVIMENTO SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

  • Data: 29/08/2017
  • Mostrar Resumo
  • A produção de software envolve um complexo processo de produção incluindo a gestão das variáveis tempo, custo e pessoal. A evolução da tecnologia e a competitividade da indústria tem elevado, cada vez mais, a necessidade por maior produtividade combinada com eficiência e qualidade. Neste cenário, há uma tendência crescente do uso de técnicas, padrões e ferramentas que possam tornar o desenvolvimento mais rápido e consequentemente mais barato. Além do uso de frameworks, ferramentas e padrões de projetos, gerar automaticamente partes do código é uma forma de retirar do desenvolvedor o trabalho de codificações repetitivas, além de dinamizar e aumentar a produtividade na implementação do software.  Esta prática vem evoluindo e se difundindo nos últimos anos, com a sua popularização em diversos frameworks de desenvolvimento de aplicações, principalmente frameworks voltados para desenvolvimento web. Este trabalho disserta sobre o estudo dos impactos conseguidos na capacidade produtiva dos desenvolvedores a partir da criação e do uso de uma ferramenta denominada FASTSF, cujo objetivo é, além do incremento de produtividade no desenvolvimento de sistemas de informações web, concentrar o foco da equipe na codificação de problemas mais complexos. 

9
  • JOÃO VICTOR DE OLIVEIRA NETO
  • Uma abordagem para análise contínua de conflitos indiretos de Software

  • Data: 31/08/2017
  • Mostrar Resumo
  • A necessidade de evolução nos softwares, que resolvem problemas relacionados ao cotidiano, tornou-se cada vez mais frequente e a engenharia de software precisou se adaptar para entregar produtos de qualidade em prazos cada vez menores. Para que o software continue sendo útil ao longo do tempo, para o propósito ao qual foi desenvolvimento, é necessário que sejam realizadas mudanças ou incluídas novas funcionalidades para que este acompanhe as mudanças no domínio do negócio. Com essas mudanças, é inevitável que o software passe a aumentar de tamanho e, consequentemente, em complexidade. Essa expansão do software criam  relacionamentos de dependência entre componentes do código-fonte e essas dependências se propagam em uma cadeia de dependências à medida que a aplicação cresce.

     

    Reescrever o mesmo trecho de código é uma prática não recomendada no desenvolvimento de software, pois implica em replicar código de forma distribuída e desordenada. Ao fazer o reuso, o mesmo trecho já escrito é referenciado em diferentes funcionalidades do sistema através da cadeia de dependência e chamadas de métodos, fazendo com que diferentes partes do código que estejam associadas à diferentes funcionalidades passem a depender de um mesmo componente. Alterações de trechos de código que possuem relação direta ou indireta com diferentes casos de uso podem levar a falhas imprevistas da aplicação, pois dependendo do número de artefatos envolvidos e da extensão da cadeia de dependências relacionada ao código alterado, uma mudança pode impactar um outro caso de uso que aparentemente não tem relação com o trecho de código modificado. Prever impactos decorrentes de alterações em um artefato é uma tarefa que exige tempo para análise, profundo conhecimento do código-fonte e esforço de teste.

     

    Este trabalho apresenta uma abordagem parar automatizar a identificação de possíveis conflitos indiretos através de uma ferramenta desenvolvida, capaz de determinar quais casos de uso possuem maior probabilidade de serem impactados por mudanças no código-fonte, podendo assim direcionar os esforços de testes de forma mais eficaz. Um estudo de caso foi elaborado avaliando um projeto real de dimensão extensa que não possui uma suíte de testes automatizados e a ferramenta desenvolvida mostrou-se eficiente para detectar conflitos indiretos em diferentes cenários e também provou, através de um experimento empírico, que a maior parte das falhas decorrentes de conflitos indiretos teriam sido evitados caso a ferramenta tivesse sido utilizada ainda na fase de desenvolvimento.

2016
Dissertações
1
  • EMMANOEL MONTEIRO DE SOUSA JUNIOR
  • Escalonando uma Aplicação Paralela com Demanda Variável em Ambiente de Nuvem


  • Orientador : FREDERICO ARAUJO DA SILVA LOPES
  • Data: 20/01/2016
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho propõe uma arquitetura de software responsável pelo escalonamento para processamento de dados com demanda variável em ambientes de nuvem. O sistema construído observa variáveis específicas ao contexto de negócio de uma empresa incubada no Instituto Metropole Digital da UFRN. Tal sistema gera uma estratégia de identificação e utilização de modelos de máquinas disponíveis em um ambiente de  nuvem, focando no desempenho do processamento, utilizando-se de estratégias de balanceamento de carga de dados e paralelismo de atividades no fluxo de execução do software. O objetivo é atender a demanda sazonal dentro de um limite padrão de tempo definido pela empresa, controlando os custos operacionais com a utilização de serviços de nuvem na camada de IaaS.

2
  • ÁLVARO HERMANO DA SILVA
  • Jogo Digital Como Ferramenta Facilitadora no Exercício da Matemática Fundamental

  • Orientador : ANDRE MAURICIO CUNHA CAMPOS
  • Data: 25/04/2016
  • Mostrar Resumo
  • Para alunos que ingressam no primeiro ano de um curso técnico integrado, a matemática é uma das disciplinas de difícil entendimento. Fatores como falta de atenção, problemas com interpretação de texto e problemas no aprendizado no ensino fundamental, colaboram com as reprovações na disciplina, gerando um aumento no desestímulo do aluno no curso. Com base em relatos dos professores da disciplina de matemática feitos ao setor pedagógico da escola sobre as dificuldades desses alunos em resolver as atividades trabalhadas em sala de aula e após a realização de entrevistas com um grupo de alunos, os referidos fatores de dificuldade foram identificados e possíveis soluções foram traçadas. Uma delas é a implementação de um jogo digital, a ser trabalhado no ambiente escolar, que proporcione o exercício da matemática fundamental, como forma de trabalhar aspectos cognitivos e o conhecimento dos conteúdos da disciplina, gerando dados sobre o desempenho do jogador, proporcionando um feedback ao professor sobre dificuldades e/ou facilidades na resolução das questões. Este trabalho apresenta a proposta de jogo concebida.

3
  • ROMULO FAGUNDES CANTANHEDE
  • Guardião Cloud - Plataforma de Apoio para Internet das Coisas

  • Orientador : CARLOS EDUARDO DA SILVA
  • Data: 27/04/2016
  • Mostrar Resumo
  • A IoT (Internet of Things) propõe que sistemas computacionais sejam formados por diversos dispositivos produtores e/ou consumidores de informação, permitindo o desenvolvimento de diversas soluções baseadas na coleta e análise de dados. Porém, além da coleta e análise de dados, é necessário também tomar decisões e agir com base nas mesmas. Nossa proposta é de desenvolver uma plataforma de suporte para aplicações de IoT permitindo não somente a coleta e análise de dados, mas também seu uso para a tomada de decisão e ação. A plataforma permite que qualquer dispositivo com acesso à Internet possa enviar informações em formato variado, suportando o acompanhamento em tempo real dos dados coletados, assim como a definição de mecanismos de tomada de decisão, como a ativação de um determinado dispositivo ou a geração de alertas. Como estudo de caso, a plataforma foi aplicada para monitorar um ambiente hospitalar. Alguns experimentos controlados foram realizados com o objetivo de avaliar a plataforma, permitindo a definição de alguns parâmetros de dimensionamento para sua implantação.

4
  • ARTEJOSE REVOREDO DA SILVA
  • Um sistema de controle inteligente de ambientes baseado em rede de sensores e classificação de padrões

  • Orientador : JOAO CARLOS XAVIER JUNIOR
  • Data: 20/07/2016
  • Mostrar Resumo
  • Os laboratórios de análises químicas, por se constituírem em um conjunto de testes e procedimentos, usando produtos e equipamentos específicos para tratar dos resultados nas amostras que são testadas, estão sempre sujeitos aos fatores inerentes ao ambiente. Devido a esse fato, controlar fatores como a temperatura e a umidade relativa do ar é tarefa primordial, para que os processos desenvolvidos dentro de tais ambientes (laboratórios de análises químicas) possam ser repetidos dentro dos parâmetros exigidos.

    Buscando propor mecanismos de controle para ambientes, mais especificamente para laboratórios de análises químicas, neste trabalho, apresentamos um sistema baseado em rede de sensores e reconhecimento de padrões para controle inteligente de ambientes. Nosso protótipo utiliza os próprios dados gerados pelos sensores distribuídos pelo ambiente, para identificar um padrão de comportamente. Através da utilização de algoritmos de aprendizado de máquina, identificam-se as classes contidas nos dados (agrupamento), treina-se e testa-se o sistema (algoritmos de classificação), para que o mesmo consiga generalizar o que foi aprendido. Por último, criam-se regras de controle associadas as classes previamente identificadas, para controlar os aparelhos de ar condicionado, tanto o principal quanto o reserva, e mais o desumificador. Dessa forma, o protótipo mantém temperatura e umidade estaveis de forma inteligente.

5
  • LUCIANO ANTÔNIO CORDEIRO DE SOUSA
  • Estudo Exploratório da Atividade de Testes num Sistema de Acompanhamento de Obras

  • Orientador : CHARLES ANDRYE GALVAO MADEIRA
  • Data: 04/08/2016
  • Mostrar Resumo
  • Apesar de termos a área de testes de software estar bem estabelecida na academia, algumas equipes de desenvolvimento de software no mercado acabam não dando atenção necessária a esta atividade. Este trabalho apresenta um estudo de caso sobre chamados e testes ao longo de 3 anos de um sistema de controle de obras de uma empresa de energia. Buscou-se identificar relações entre chamados dos usuários, funcionalidades,  testes  automatizados e  modificações no  código-fonte, para compreender algumas consequências de decisões tomadas e identificar oportunidades de melhorias no processo de desenvolvimento do sistema analisado.

6
  • RAFAEL DIAS SANTOS
  • Comparação entre métodos de avaliação de IHC durante o projeto de um sistema jurídico para smarphone

  • Orientador : BRUNO SANTANA DA SILVA
  • Data: 08/08/2016
  • Mostrar Resumo
  • Qualidade  e  tempo  são  fatores  importantes  no  processo  de  desenvolvimento de software, pois se espera entregar um produto de qualidade com custo e prazo aceitáveis. Esses fatores são ainda mais relevantes em um ambiente de inovação  e de  pequenas  empresas,  como  em  startups.  Muitas  empresas  ainda não  desenvolvem  atividades  para  melhorar  a  qualidade  de  uso  dos  softwares que desenvolvem. O desconhecimento sobre métodos de avaliação e a expectativa de grande aumento no custo e nos prazos têm sido argumentos para manter a cultura atual em algumas empresas. Este trabalho compara três  métodos de avaliação de interface bem difundidos na literatura: método de avaliação heurística, método de avaliação de comunicabilidade e teste de usabilidade. Buscou-se compreender como eles contribuem para o trabalho do designer durante a concepção da solução de interação e interface com usuário. Comparou-se as atividades realizadas, o tempo de execução, os materiais utilizados, perfil e quantidade  de  avaliadores  e  usuários  envolvidos,  os  resultados  e  as  dificuldades  do avaliador durante a execução dos métodos. Tal comparação foi realizada por um designer, como parte do projeto do sistema jurídico da SoftUrbano para  smartphone.  Os  resultados  dessa  comparação  podem  informar  melhor os  profissionais sobre a prática de avaliação de interface com usuário e contribuir para mudar  a  cultura de desenvolvimento de  software em  muitas  empresas,  principalmente pequenas e startups.

7
  • THIAGO FERNANDES SILVA DUTRA
  • BEEHIVEIOR MONITOR -Sistema de Controle e Monitoramento de Colmeias de Produção Apícola

  • Orientador : RUMMENIGGE RUDSON DANTAS
  • Data: 08/08/2016
  • Mostrar Resumo
  • As abelhas são animais de grande importância para manter o ecossistema
    global, principalmente pelo seu papel ativo no processo de polinização de diversas
    plantas no planeta. A apicultura, definida atualmente como a criação racional de
    abelhas, é uma importante atividade econômica mundial que movimenta anualmente
    um mercado bilionário. O desenvolvimento eficiente da atividade apícola envolve
    inúmeros desafios de diversas áreas de atuação e conhecimento, que vai desde
    operações cotidianas de manutenção do apiário até o monitoramento comportamental
    das abelhas e do ambiente no qual o apiário esta inserido. A UEPA-EAJ (Unidade de
    Extração de Produtos Apícolas, da Escola Agrícola de Jundiaí) é um importante
    centro de atividades, estudos e pesquisas apícolas do RN. Esse trabalho propõe então
    o desenvolvimento de uma ferramenta computacional de automação e controle com os
    objetivos de auxiliar e dar um maior embasamento aos estudos e pesquisas realizadas
    pela UEPA-EAJ, bem como o de facilitar atividades cotidianas presentes no manejo
    do apiário dessa unidade.

8
  • EDUARDO LIMA RIBEIRO
  • INTEGRA: Uma solução para integração de sistemas de HelpDesk com sistemas de Issue Tracking em ambientes heterogêneos

  • Orientador : IDALMIS MILIAN SARDINA MARTINS
  • Data: 10/08/2016
  • Mostrar Resumo
  • Independente da área de atuação e devido às necessidades de negócio
    dado o ritmo das inovações, organizações públicas e privadas vêm se
    adaptando constantemente às mudanças tecnológicas, seja com as
    melhores práticas de mercado ou com a atualização de suas tecnologias.
    Estas mudanças frequentes muitas vezes acabam criando na empresa um
    ambiente bastante heterogêneo, onde os sistemas envolvidos no negócio
    e que foram desenvolvidos em diversas plataformas (por exemplo,
    linguagem de programação e/ou banco de dados) operam de maneira
    isolada. Em situações como esta, a empresa precisa adotar estratégias
    para prover a interoperabilidade entre seus sistemas e assim garantir
    uma devida comunicação, visando propiciar o intercâmbio de informações
    entre os departamentos e a integração das regras do negócio. O
    objetivo central deste trabalho foi propor e desenvolver estratégias
    que permitam a integração de sistemas nestes ambientes heterogêneos,
    independente da plataforma e linguagem de desenvolvimento dos
    sistemas.  Com o objetivo de resolver os problemas atuais de
    comunicação e performance entre os diferentes sistemas de informação
    na Secretaria de Ensino a Distância (SEDIS) da Universidade Federal do
    Rio Grande do Norte (UFRN), foi desenvolvido um middleware denominado
    INTEGRA, concebido em uma arquitetura orientada a serviços. A proposta
    foi criada para a SEDIS, entretanto pode ser estendida a outras
    instituições públicas de ensino superior. Uma das vantagens da
    arquitetura proposta é a de proporcionar a adição de novos sistemas
    sem causar fortes impactos de adaptações e mudanças, garantindo a
    manutenibilidade geral do software. O middleware comunica diferentes
    sistemas help desk e issue tracking oferecendo uma gama de serviços
    mediante um protocolo de comunicação que padroniza a troca e o
    roteamento das mensagens. Através da estratégia proposta como mostra o
    estudo de caso, foi possível chegar a um equilíbrio entre o princípio
    do desacoplamento e o princípio da distribuição de responsabilidade de
    maneira uniforme, garantindo assim um baixo acoplamento e uma alta
    coesão, princípios desejáveis na engenharia de software.

9
  • MARCELO VARELA DE SOUZA
  • Domótica de baixo custo usando princípios de IoT

  • Orientador : ANDRE MAURICIO CUNHA CAMPOS
  • Data: 11/08/2016
  • Mostrar Resumo
  • A procura por soluções domésticas abriu caminho para a automação residencial por meio de sistemas que se propõe a melhorar a qualidade devida e economizar recursos. O presente trabalho faz um breve estudo sobre domótica e os componentes eletrônicos necessários para sua aplicação. Descreve ainda o método para o desenvolvimento de um projeto de automação residencial usando conceitos de IoT e a plataforma Arduino. O sistema proposto possui, além do baixo custo, uma interface de fácil utilização, e é composto por uma aplicação para smartphones e sensores de controle para equipamentos domésticos, como lâmpadas e condicionadores de ar. O desenvolvimento deste sistema se deu através da utilização de emissores e receptores infravermelhos, módulos de radiofrequência XBee e plataformas microcontroladas Arduino, nas versões Mega e Uno e microcontroladores ESP8266.

10
  • JULIO CESAR LEONCIO DA SILVA
  • Um Estudo Exploratório de Avaliação e Documentação de Arquiteturas de Software em Empresas de Software

  • Orientador : UIRA KULESZA
  • Data: 25/08/2016
  • Mostrar Resumo
  • Muitas vezes o arquiteto de software responsável pela definição e avaliação da arquitetura de software não consegue estabelecer quais requisitos não-funcionais devem ser priorizados no desenvolvimento de seus sistemas. Com isso, falhas podem ocorrer durante a execução do sistema demandando mais tempo e recursos para que seja corrigido. Em muitos casos, com a inexperiência dos arquitetos ou a necessidade de disponibilização rápida de um sistema, os requisitos não-funcionais não são considerados durante a definição da arquitetura de software e também não é feita a devida documentação da arquitetura, tornando difícil o acesso e entendimento da arquitetura pelos demais integrantes da equipe e dificultando a manutenção de componentes/módulos da arquitetura e respectivos relacionamentos. Este trabalho buscou levantar junto às empresas de software, públicas e privadas, quais as principais estratégias utilizadas na definição e avaliação da arquitetura, principalmente na obtenção e cumprimento dos requisitos não-funcionais, e documentação arquitetural. Nosso estudo contou com a participação de 17 arquitetos de software para responder o questionário proposto. Com a realização do questionário identificamos que os requisitos não-funcionais de desempenho e confiabilidade são os mais importantes a serem atendidos pela arquitetura e que mesmo com a existência de algumas abordagens para a avaliação de arquiteturas, elas não parecem estar bem difundidas e/ou utilizadas entre os arquitetos. Além disso, o trabalho propõe a utilização de um guia que busca auxiliar arquitetos de software na atividade de avaliação do cumprimento dos requisitos não-funcionais pela arquitetura durante a evolução do sistema, priorizando o requisito não-funcional de desempenho

11
  • ARLINDO RODRIGUES DA SILVA NETO
  • GoldBI: Uma solução de Business Intelligence como serviço

  • Orientador : FREDERICO ARAUJO DA SILVA LOPES
  • Data: 26/08/2016
  • Mostrar Resumo
  • A obtenção de resultados concretos com tomada de decisão estratégica exige a análise

    de dados e variáveis bem consolidadas. Nos dias atuais, é praticamente inviável realizar

    uma boa análise sem o auxílio de um software para geração de relatórios e estatísticas.

    Business Intelligence (BI) surgiu com o intuito de simplificar a análise de informações

    gerenciais e estatísticas, gerando uma gama maior de ferramentas analíticas para gerar

    indicadores através de gráficos ou listagem dinâmica de dados gerenciais. Porém muitas

    ferramentas de BI disponíveis no mercado possuem um alto custo e limitam sua utilização

    em redes locais de ambientes desktop, além de ser necessário um nível técnico elevado para

    sua utilização.

    A proposta desde trabalho é criar uma ferramenta BI que seja disponível em nuvem

    (cloud computing) através de SaaS (Software as Service) e que possa ser simples o suficiente

    para que qualquer usuário possa manipulá-lo, de forma eficaz e objetiva. Utilizando

    técnicas de ETL (Extract, Transform, Load) que facilitará a extração e processamento

    desses dados de forma descentralizada, a aplicação deve apresentar-se leve e disponível

    em qualquer ambiente computacional.

12
  • THIAGO DAVID DOS SANTOS MARINHO
  • Uma Linguagem Específica de Domínio Extensível para Geração de Testes de Performance

  • Orientador : UIRA KULESZA
  • Data: 30/08/2016
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho apresenta uma ferramenta composta por uma linguagem específica de domínio utilizada para descrever textualmente testes de performance, e por um componente que utiliza os testes descritos para gerar projetos em diferentes plataformas de execução de testes de performance. O objetivo é utilizar os conceitos definidos na linguagem para abstrair os conceitos de cada plataforma, que muitas vezes são modelados diferentemente (quanto à nomenclatura e/ou estrutura) e até dependentes da ferramenta, ao invés de apenas do domínio. A ferramenta proposta oferece suporte para testes de serviços SOAP, REST e de aplicações web para JMeter e Silk Performer. Ela também permite a extensão para novos tipos de testes e plataformas alvo. Foram feitos estudos para avaliar o uso da ferramenta: 3 testes de aplicações Web, REST e SOAP foram reescritos na DSL e então foram gerados projetos nas plataformas de destino, para que fossem executados. A partir dos ajustes e novas implementações necessários para a geração dos projetos, obteve-se feedback referente a capacidade de customização da ferramenta em relação aos tipos de aplicações e características de plataformas e organizações. Além disso, os scripts também foram avaliados em relação à sua concisão: além dos testes implementados com a DSL e com o Silk Performer, foram criados testes com a ferramenta Gatling.io (também baseados no teste da empresa). Comparou-se o total de palavras necessárias para a definição de cada teste, além da relação entre o número de palavras reservadas e o total de palavras, e a relação entre o número de palavras reservadas fora do contexto, e o total de palavras reservadas. Em média, os testes com a DSL apresentaram um percentual de 57,38% de palavras reservadas em relação ao total, contra 40,17% do Silk Performer e 65,11% do Gatling.io. Esta primeira comparação pode ser interpretada como a quantidade de informação adicional que o usuário precisa fornecer pra cada linguagem, além das estruturas fornecidas pela mesma. Já na segunda comparação, que pode interpretada como o quanto a sintaxe da linguagem hospedeira pode interferir na visualização das informações dos testes, a DSL teve em média 23,65% de palavras reservadas fora do contexto em relação ao total de palavras reservadas, contra 39,84% do Silk Performer e 53,98% do Gatling. Dessa forma, foi possível observar a viabilidade de utilizar a DSL para diferentes tipos de aplicações, customizando-a de acordo com determinados conceitos e características de plataformas e organizações.

SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao