Projeto Pedagógico do Curso

O formando deverá aplicar os princípios da Matemática nos vários campos do conhecimento humano (Física, Estatística, Eletrônica, Computação, dentre outros), atuando de forma coordenada com profissionais destas áreas ou aplicando diretamente seus conhecimentos matemáticos.

• compreender as principais características da matemática, seus métodos, suas ramificações e aplicações a outras áreas do conhecimento;

• proporcionar experiências interdisciplinares entre a Matemática e outras áreas do conhecimento humano, principalmente entre as licenciaturas;

• elaborar modelos, interpretar dados e aplicar raciocínios lógico-matemáticos adequados na resolução de problemas;

• analisar, criar e adaptar alternativas pedagógicas ao seu ambiente de trabalho para desenvolver nos alunos habilidades de estudos, a autonomia e a criatividade;

• compreender e trabalhar conceitos abstratos na resolução de problemas;

• compreender os fundamentos do processo e as diferentes formas de aprendizagem do aluno, além de sua relação com o ensino da matemática.

• utilizar novas ideias, tecnologias, estratégias metodológicas e materiais de apoio, com vistas a otimização do processo de ensino e de aprendizagem;

• compreender a importância da matemática na vida do homem;

• formar profissionais cuja formação pedagógica esteja ancorada no estudo de diferentes teorias de ensino e da aprendizagem, incluindo teorias do desenvolvimento cognitivo, psicológicas e teorias de mediação, que focalizam aspectos psicomotores, cognitivos e afetivos;

• capacidade de trabalhar em equipes multi e interdisciplinares;

• avaliar e planejar a estruturação de cursos, de conteúdos escolares, de livros-texto e outros materiais didáticos, com visão crítica do significado da matemática e do papel social da escola;

• compreender o papel social do educador com uma visão histórica e crítica da matemática nas várias fases de sua evolução;

• fornecer subsídios para avaliação da sua prática pedagógica com métodos próprios da pesquisa, do ensino e da aprendizagem em educação, de acordo com paradigmas qualitativos e/ou quantitativos;

• oportunizar a troca de experiências entre a comunidade e a academia através de programas de extensão;

• expressar-se com clareza, precisão e objetividade junto aos alunos, no processo de transmissão, discussão e produção do conhecimento matemático;

• capacidade de expressar-se escrita e oralmente com clareza e precisão no âmbito da produção dos conhecimentos matemáticos e pedagógicos;

• compreender e elaborar argumentação matemática aplicável aos conteúdos escolares da Educação Básica, aos temas transversais, aos conhecimentos prévios e as situações-problemas apresentadas pelos alunos.

A metodologia aqui proposta está pautada conforme os princípios norteadores deste PPC, em especial os princípio de flexibilização desse modelo de formação.

Numa perspectiva trans e interdisciplinar, os componentes curriculares, em torno dos quais os conteúdos estão organizados, deverão ser desenvolvidos de forma contextualizada, possibilitando o aproveitamento do saber matemático e das experiências de ensino demonstradas pelos futuros professores licenciados em Matemática. Dessa forma, a postura teórico-metodológica do presente projeto privilegiará o método de resolução de problemas, a discussão, o questionamento e a busca coletiva de estratégias pedagógicas que facilitem o acesso ao conhecimento sistematizado da matemática, no âmbito do ensino superior, e o domínio dos conteúdos escolares integrantes do currículo do ensino Fundamental e Médio.

Portanto, a metodologia de ensino, de base interdisciplinar, visa à participação ativa do estudante na construção do conhecimento, e, incluirá procedimentos que valorizem a relação teoria e prática, utilizando-se, para tanto, recursos didáticos diversificados enfatizando a resolução de situações-problema, dentre outros.

Neste sentido, o Projeto Pedagógico, caracterizado como um instrumento que retrata a identidade e a cultura do ambiente formativo, objetiva desencadear um processo de reflexão da ação educativa em que a metodologia do curso de Licenciatura em Matemática do CERES contribuirá para a sua construção e autonomia no âmbito da UFRN.

Com esse entendimento, a metodologia de desenvolvimento deste projeto deverá ser continuamente avaliada e reelaborada em função das transformações e necessidades permanentes dos sujeitos envolvidos neste processo.

A atualização do Projeto Pedagógico do Curso de Matemática do CERES será implementado institucionalmente em 2011.1. Considerando que este projeto é uma proposta coletivamente assumida pelos seus professores e cursistas, a sua implementação exigirá um trabalho articulado para que todos os atores envolvidos no processo possam contribuir efetivamente na consecução dos objetivos estabelecidos. Dessa forma, ao final de cada semestre os professores envolvidos no Curso deverão se reunir com o Colegiado do Curso para discutir questões referentes à implementação do Projeto.

Vale salientar que o Colegiado de Curso e as reuniões de estudo se constituem em lócus privilegiado de discussão dos resultados que estão sendo alcançados e para a tomada de decisões, em função dos ajustes necessários à melhoria do curso.

Reconhecemos que, mesmo existindo uma nova Biblioteca no Campus de Caicó, o acervo destinado à Matemática ainda encontra-se limitado. Então, a aquisição de acervo atualizado torna-se necessário para o bom desenvolvimento deste curso. Para tanto, sugerimos a aquisição de bibliografia proposta nos Componentes curriculares para compor o acervo bibliográfico da Biblioteca do Campus de Caicó e do Laboratório de Matemática. Há, também, necessidade de que sejam adquiridos softwares específicos de matemática para uso nos Laboratórios de Informática e de Educação Matemática.

Baixar Arquivo
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa23-producao.info.ufrn.br.sigaa23-producao