Projeto Pedagógico do Curso

    O Engenheiro Mecânico tem como perfil, formação generalista, humanista, visão ética, crítica e reflexiva na identificação e resolução dos problemas, capacitado para absorver e desenvolver novas tecnologias, observando os aspectos econômicos, sociais, políticos, ambientais e culturais, visando às demandas da sociedade.

    Ao Engenheiro Mecânico exige-se um perfil no qual sejam evidentes aspectos imprescindíveis para um bom desempenho das funções, tais como:

a) Raciocínio lógico diante de demandas corriqueiras, novas e inusitadas;

b) Motivação e interesse pelos desafios impostos à Engenharia Mecânica;

c) Iniciativa na tomada de decisões e na realização de tarefas;

d) Criatividade; e) Adaptação em diferentes ambientes de trabalho;

f) Capacidade de empreendedorismo;

g) Capacidade de trabalhar em equipe, absorver e desenvolver novas tecnologias. Alem disso, também são necessários conhecimentos sobre relações humanas, impactos tecnológicos sobre o ser humano e o ambiente, administração e finanças

      A formação do engenheiro mecânico requer conhecimento para o exercício da profissão das seguintes competências e habilidades:

a) Aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais na solução de problemas, planejando, supervisionando, elaborando e coordenando projetos, produtos, sistemas e serviços de Engenharia Mecânica;

b) Projetar, conduzir, interpretar e modelar experimentos, bem como elaborar relatórios técnico-científicos compatíveis com a sua responsabilidade técnico-profissional;

c) Realizar e elaborar laudos;

d) Desenvolver e/ou utilizar novas ferramentas e técnicas patenteáveis;

e) Supervisionar a operação e a manutenção de sistemas mecânicos;

f) Avaliar criticamente ordens de grandeza e significância de resultados numéricos;

g) Comunicar-se eficientemente; 

h) Atuar em equipes multidisciplinares;

i) Compreender e aplicar a ética, a integridade institucional e a responsabilidade profissional;

j) Raciocínio lógico diante de demandas corriqueiras, novas e inusitadas;

l) Avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e ambiental; m) Avaliar a viabilidade econômica de projetos de engenharia;

     O Projeto Pedagógico do Curso está sendo concebido à luz das Diretrizes Curriculares Nacionais (DNCs) apresentando arranjo curricular inovador, os quais possibilitarão a sintonia permanente com o mercado de trabalho em constante evolução; a maior mobilidade estudantil e o atendimento às exigências mínimas dos Conselhos Regionais de Engenharia e Arquitetura. Os princípios que norteiam a concepção do processo de ensino-aprendizagem são:

1) Interdisciplinaridade: No primeiro ciclo do curso, a inter-relação entre os componentes curriculares é muito acentuada, uma vez que contempla conhecimentos fundamentais de todos os cursos de engenharia do REUNI/UFRN. Este formato caracteriza um conjunto de conteúdos sem justaposição. No segundo ciclo do curso os conteúdos foram cuidadosamente selecionados de forma a garantir também a inter-relação horizontal e vertical dos conhecimentos indispensáveis à formação plena do engenheiro mecânico.

2) Flexibilidade: Preliminarmente, o PPC foi elaborado de forma a garantir os conteúdos mínimos exigidos nas diretrizes curriculares do MEC e do Conselho Federal de Engenharia (CONFEA). Entretanto, a flexibilidade é assegurada uma vez que o conjunto de componentes curriculares optativos possibilita que o aluno trace seu próprio itinerário formativo, consoante com seus interesses de habilitação específica no campo da engenharia mecânica. Além disso, está previsto neste PPC a aplicação da metodologia “Problem Based Learning (PBL)” em algumas unidades didático-pedagógicas do ciclo profissionalizante, instigando o “aprender a aprender”. Finalmente, a estrutura curricular foi elaborada de forma a eliminar as exigências de pré-requisitos e co-requisitos meramente hierárquicos de componentes curriculares.

Entretanto, somente há exigência de pré-requisitos e co-requisitos nos casos em que a lógica da construção do conhecimento é indispensável.

3) Articulação Teoria-prática: A própria metodologia “PBL” possibilita a articulação da teoria com a prática no processo de organização dos conhecimentos. Além disso, os projetos de ensino-aprendizagem “Aerodesign” e “Minibaja”, de caráter multidisciplinar, são exemplos desta articulação teoria e prática, através da aplicação da metodologia supracitada.

4) Indissociabilidade do ensino, pesquisa e extensão: Articulação da graduação com a pósgraduação é prevista neste PPC mediante a ofertas de disciplinas do Programa de Pósgraduação em Engenharia Mecânica a alunos pré-concluintes, com perfil de pesquisador e/ou CEM1003 ESTÁGIO SUPERVISIONADO 160 MEC1702 E MEC1705 CEM1004 ATIVIDADES COMPLEMENTARES 210 OPTATIVA 60 CARGA HORÁRIA TOTAL 430 33 com aptidões para seguir a carreira docente. Também o PPC prevê a articulação da graduação com o ensino médio, mediante a proposição de projetos acadêmicos conjuntos “F1 in schools”. Essa iniciativa visa uma melhor visibilidade da Engenharia Mecânica e consequente melhoria dos índices que avaliam a qualidade do ensino médio no país;

     A avaliação do Projeto Pedagógico compreende o acompanhamento e a gestão da execução do projeto. A avaliação será executada a partir das seguintes ações:

1. Reuniões anuais entre professores responsáveis pelos diferentes componentes curriculares (módulos, disciplinas, etc.) do curso em áreas afins, para discussão sobre as metodologias, ferramentas que serão utilizadas, de modo a formar um conjunto consistente, além de alterá- las quando necessário.

2. Reuniões anuais entre o Coordenador, o vice-coordenador, professores e representantes dos alunos para avaliar a eficácia do PPC e detectar possíveis ajustes que sejam necessários.

3. Revisão geral deste PPC após 5 (cinco) anos da sua implantação, sem prejuízo de ajustes pontuais que podem ser realizados a qualquer momento pelo Colegiado para correção de imperfeições detectadas.

Baixar Arquivo
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao